O USO DA INTERNET NAS CAMPANHAS ELEITORAIS: BALANÇO DO DEBATE E ALGUMAS EVIDÊNCIAS SOBRE O BRASIL

Autores

  • SÉRGIO BRAGA Universidade Federal do Paraná.

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i90p58-73

Palavras-chave:

eleições, Internet, mídias sociais.

Resumo

O objetivo deste artigo é fazer uma reflexão sobre o uso das novas tecnologias nas últimas eleições brasileiras a partir dos resultados de nossa pesquisa empírica sobre o emprego da Internet pelos 406 candidatos aos governos dos estados e ao Senado nas eleições de outubro de 2010. Os resultados apontam para um padrão de uso da

web diferente do ocorrido nas eleições anteriores, com duas características básicas: 1) atenuação do digital divide entre os candidatos de diferentes regiões do país e tendência à “normalização” do uso da Internet entre os candidatos; 2) ampla difusão do uso das chamadas “mídias sociais” pelos candidatos, com Twitter, Facebook e postagens de vídeos no YouTube substituindo mecanismos tradicionais de interação on-line, tais como blogs, fóruns e chats.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

SÉRGIO BRAGA, Universidade Federal do Paraná.

Professor de Ciência Política da Universidade Federal do Paraná.

Downloads

Publicado

2011-08-30

Como Citar

BRAGA, S. (2011). O USO DA INTERNET NAS CAMPANHAS ELEITORAIS: BALANÇO DO DEBATE E ALGUMAS EVIDÊNCIAS SOBRE O BRASIL. Revista USP, (90), 58-73. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i90p58-73

Edição

Seção

Dossiê