REDES PESSOAIS E VULNERABILIDADE SOCIAL EM SÃO PAULO E SALVADOR

Autores

  • EDUARDO MARQUES Unversidade de São Paulo USP e Centro de Estudos da Metrópole (CEM).
  • GRAZIELA CASTELLO Centro de Estudos da Metrópole (CEM).
  • RENATA M. BICHIR Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i92p32-45

Palavras-chave:

redes pessoais, pobreza, vulnerabilidade social, São Paulo, Salvador

Resumo

Redes sociais têm sido constantemente citadas como importantes elementos na definição de situações sociais. Este artigo discute redes pessoais de indivíduos em situação de pobreza em doze localidades nas cidades de São Paulo e Salvador, comparando os padrões gerais observados. Em seguida, o artigo realiza uma análise quantitativa da associação de tais redes, assim como de atributos dos indivíduos, com a presença de situações de vulnerabilidade social. Os resultados indicam a importância dos tipos de redes e de sociabilidade na explicação das situações de pobreza urbana.

Downloads

Os dados de download ainda não estão disponíveis.

Biografia do Autor

  • EDUARDO MARQUES, Unversidade de São Paulo USP e Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

    Professor livre-docente do Departamento de Ciência Política da Unversidade de São Paulo USP e pesquisador do Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

  • GRAZIELA CASTELLO, Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

    Pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

  • RENATA M. BICHIR, Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

    Pesquisadora do Centro de Estudos da Metrópole (CEM).

Referências

BIDART, C.; LAVENU, D. “Evolution of Personal Networks and Life Events”, in Social Networks, 27 (4), 2005, pp. 359-76.

BLOKLAND, T.; SAVAGE, M. Social Capital and Networked Urbanism. London, Basil Blackwell, 2008.

BRIGGS, X. “Social Capital and Segregation in the United States”, in D. Varady. Desegregating the City. Albany, Suny Press, 2005.

CEM – CENTRO DE ESTUDOS DA METRÓPOLE. Mapa da Vulnerabilidade Social da População da Cidade de São Paulo. São Paulo, CEM/Cebrap/SAS/PMSP, 2004.

DEGENNE, A. “Tipos de Interacciones, Formas de Confiança y Relaciones”, in Redes – Revista Hispana para el Análisis de Redes Sociales, vol. 16 (3), 2009, pp. 63-91.

ESPING-ANDERSEN, G. Fundamentos Sociales de las Economías Postindustriales. Barcelona, Ariel, 2000.

FISCHER, C.; SHAVIT, Y. “National Differences in Network Density: Israel and the United States”, in Social Networks, 17(2), 1995, pp. 129-45.

GROSSETI, M. "Where do Social Relations Came From?", in Social Networks,27.

HEDSTROM, P.; SANDELL, R.; STERN, C. “Meso-level Networks and the Diffusion of Social Movements”, in American Journal of Sociology, 106 (1), 2000, pp. 145-72.

HEINZ, J.; LAUMANN, E.; NELSON, R.; SALISBURY, R. Hollow Core: Private Interests in National Policy Making. Cambridge, Harvard University Press, 1997.

KAZTMAN, R.; RETAMOSO, A. “Spatial Segregation, Employment and Poverty in Montevideo”, in Cepal Review, 85, 2005, pp. 125-42.

KNOKE, D.; PAPPI, F.; BROADBENT, J.; TSUJINAKA, Y. Comparing Policy Networks: Labor Politics in the U.S., Germany, and Japan. Cambridge, Cambridge University Press, 1996.

LONKILA, M. “The Importance of Work-related Social Ties in Post-soviet Russia: the Role of Co-workers in the Personal Networks in St. Petersburg and Helsinki”, in Connections, vol. 30(1), 2010, pp. 46-56.

MARQUES, E. Redes Sociais, Segregação e Pobreza. São Paulo, Ed. Unesp/CEM, 2010.

MARQUES, E.; TORRES, H. São Paulo: Segregação, Pobreza Urbana e Desigualdade Social. São Paulo, Ed. Senac, 2005.

MCP HERSON, M.; SMITH-LOVIN, L.; COOK, J. “Birds of a Feather: Homophily in Social Networks”, in Annual Review of Sociology, 27, 2001, pp. 415-44.

MISCHE, A. Partisan Publics. Princeton, Princeton University Press, 2008.

MOSER, C. “The Asset Vulnerability Framework: Reassessing Urban Poverty Reduction Strategies”, in World Development, vol. 26(1), 1998, pp. 1-19.

MUSTERED, S.; MURIE, A.; KESTELLOT, C. Neighborhoods of Poverty: Urban Social Exclusion and Integration in Europe. London, Palgrave Ed., 2006.

SMALL, M. “Racial Differences in Networks: Do Neighborhood Conditions Matter?”, in Social Science Quarterly, vol. 88 (2), 2007.

. Unanticipated Gains: Origins of Network Inequality in Everyday Life. Oxford, Oxford University Press, 2009.

WILSON, W. The Truly Disadvantage: the Inner City, the Underclass and Public Policy. University Chicago Press, 1987.

Downloads

Publicado

2012-02-28

Edição

Seção

Dossiê

Como Citar

MARQUES, EDUARDO; CASTELLO, GRAZIELA; BICHIR, RENATA M. REDES PESSOAIS E VULNERABILIDADE SOCIAL EM SÃO PAULO E SALVADOR. Revista USP, São Paulo, Brasil, n. 92, p. 32–45, 2012. DOI: 10.11606/issn.2316-9036.v0i92p32-45. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/34881.. Acesso em: 24 maio. 2024.