A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas

Autores

  • Bernardete A. Gatti Fundação Carlos Chagas

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i100p33-46

Palavras-chave:

formação de professores, licenciatura, pedagogia, currículo, EAD

Resumo

Este artigo aborda, com fundamento em pesquisas, a questão da formação inicial de professores para a educação básica em cursos de graduação. São apresentados dados quantitativos sobre as características desses cursos no Brasil. Evidencia-se a pouca procura de algumas formações e a migração dessa formação para propostas EAD, sobretudo no setor privado, que é responsável pela maioria das matrículas nesses cursos. Discutem-se análises qualitativas dos currículos das licenciaturas, as quais mostram a fragmentação entre a formação em área de conhecimento e a formação em educação e práticas de ensino, estas oferecidas de modo insuficiente para formar professores. Abordam-se algumas iniciativas governamentais intervenientes no âmbito dos estágios curriculares. O panorama é preocupante dada a insuficiência da formação oferecida para subsidiar a atuação de um profissional docente na educação básica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bernardete A. Gatti, Fundação Carlos Chagas

Diretora do Departamento de Pesquisas Educacionais da Fundação Carlos Chagas.

Downloads

Publicado

2014-02-18

Como Citar

Gatti, B. A. (2014). A formação inicial de professores para a educação básica: as licenciaturas. Revista USP, (100), 33-46. https://doi.org/10.11606/issn.2316-9036.v0i100p33-46

Edição

Seção

Dossiê