[1]
N. Friedman, “ O que faz um conto ser curto? ”, Rev. USP, nº 63, p. 219-230, nov. 2004.