Tribunais da sociedade: um estudo das estruturas decisórias do direito por meio dos sistemas organizacionais

Autores

  • Marco Antonio Loschiavo Leme de Barros Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v114p299-332

Palavras-chave:

Tribunais, Teorias das organizações, Sociologia do Direito, Teoria dos Sistemas

Resumo

O artigo descreve, inspirado pela teoria dos sistemas sociais de Niklas Luhmann, a dinâmica dos tribunais na sociedade moderna. É destacado as implicações da constatação que tribunais podem ser observados tanto como centro do sistema jurídico quanto como uma organização periférica do sistema político e do econômico. Trata-se, em verdade, de observar os tribunais da sociedade. Por ocasião desta observação, uma nova tipologia é apresentada para lidar com a descrição dos tribunais nas sociedades modernas, tais como as ideias de cortes originais, deferenciais, consequencialistas e catalisadoras. Nesse sentido o texto avança em diferentes estudos das teorias das organizações para sustentar uma perspectiva funcionalista que permite lidar com o fato organizacional social. Trata-se de uma observação da atuação do tribunal por sua própria estrutura e função, não se limitando às operações de outros sistemas funcionais, como em soluções descritivas sobre as cortes como instâncias de controle ou de programação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-26

Como Citar

Barros, M. A. L. L. de. (2019). Tribunais da sociedade: um estudo das estruturas decisórias do direito por meio dos sistemas organizacionais. Revista Da Faculdade De Direito, Universidade De São Paulo, 114, 299-332. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v114p299-332

Edição

Seção

Trabalhos Acadêmicos