Mediação no ensino médio público: uma abordagem interdisciplinar entre o direito à educação e a antropologia jurídica, a partir do pensamento de Étienne Le Roy

Autores

  • Marcia Aparecida da Silva Annunciato Universidade de São Paulo. Faculdade de Direito

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v114p659-680

Palavras-chave:

Ensino médio público, Étienne Le Roy, Interdisciplinaridade, Juridicidade, Mediação, Teoria do Multijuridismo

Resumo

Nesta pesquisa interdisciplinar entre o direito à Educação, em seu âmbito constitucional, e a Antropologia Jurídica, a partir da Teoria do Multijuridismo proposta por Étienne Le Roy, buscou-se sustentar a hipótese de que em relações sociais continuadas, a mediação ocorre mais nos limites dos modelos de conduta e comportamento e sistemas de disposições duráveis do que da regulação estatal. O artigo desenvolve-se por meio da análise comparativa entre dispositivos legais de interesse do ensino médio público e os principais elementos do referencial teórico, em especial a noção de juridicidade e a mediação. Os resultados obtidos, ainda que parciais, indicam que a comprovação da hipótese inicial demanda maior aprofundamento teórico e pesquisa de campo. Contudo, os mesmos resultados indicam o grande potencial de contribuição da obra de Étienne Le Roy para o desvelamento de novas formas de abordagem e concreção da regulação estatal da Educação do Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-10-26

Como Citar

Annunciato, M. A. da S. (2019). Mediação no ensino médio público: uma abordagem interdisciplinar entre o direito à educação e a antropologia jurídica, a partir do pensamento de Étienne Le Roy. Revista Da Faculdade De Direito, Universidade De São Paulo, 114, 659-680. https://doi.org/10.11606/issn.2318-8235.v114p659-680

Edição

Seção

Trabalhos Acadêmicos de Pós-Graduação