Tabagismo: maior causa evitável de morte do mundo

  • Irene Batista Muakad
Palavras-chave: Tabagismo. Tabaco-dependência. Nicotino-dependentes. Tabacômanos.

Resumo

Este estudo tem por objetivo apresentar o fato que o tabagismo é um dos maiores vícios da humanidade: cerca de um terço da população adulta do mundo faz uso de produtos do tabaco. O tabagismo atingiu a proporção de epidemia global, provocando a morte de quatro milhões de pessoas por ano, ou seja, uma morte a cada oito segundos. Por isso, assume-se que o tabagismo é a mais grave causa evitável de doenças e mortes prematuras da humanidade. A “tabaco-dependência” é um grande desafio para a sociedade e para os governos por conta dos elevados custos médico-sociais, levando em consideração que é dever do Estado zelar e preservar a vida de seus cidadãos. Esta problemática não envolve apenas o Brasil, atingindo também outros países do mundo. Percebe-se a estimulação dos órgãos públicos, responsáveis por campanhas e medidas que exercem uma verdadeira fiscalização ao fumante, a proibição do fumo em locais fechados, limitando o uso do tabaco a áreas livres. Dessa forma, os hábitos e o estilo de vida devem ser modificados de forma a priorizar a saúde, valores internos, familiares e morais, direcionando seus consumidores ao esporte, à cultura e à autoestima, isto é, a valorização de si mesmo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-12-06
Como Citar
Muakad, I. B. (2014). Tabagismo: maior causa evitável de morte do mundo. Revista Da Faculdade De Direito, Universidade De São Paulo, 109, 527-558. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/rfdusp/article/view/89244
Seção
Medicina Forense