Demarcação das regiões do corpo no cavalo: Membros

Autores

  • Armando Chieffi Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Zootecnia, São Paulo, SP
  • Plínio Pinto e Silva Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Anatomia Descritiva dos Animais Domésticos, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v5i1p77-96

Palavras-chave:

O artigo não apresenta palavras-chave.

Resumo

Os AA.. apresentando a terceira parte da série de trabalhos já publicados sôbre o estudo da demarcação das diversas regiões do corpo do cavalo, concluem êsse assunto. Procurando sanar falhas existentes nos tratados de Ezoognósia, que se limitam, unicamente, a denominar as regiões, apresentando apenas figuras esquemáticas, sem citar pontos exatos de reparo, quer superficiais quer profundos, os AA. se propuseram a abordar a matéria. Como, em Anatomia Descritiva, os limites dados pelos tratados clássicos, para a divisão do crânio em normas ou regiões e para a separação das outras partes do corpo, se relacionam aos planos profundos e, os pontos de reparo são geralmente as suturas e acidentes ósseos, os AA. procuraram transportar tais reparos para o exterior, obedecendo, porém, às denominações e localizações das partes ditadas pela Ezoognósia, traçando linhas convencionais e tomando como pontos de referência saliências ósseas, depressões, saliências musculares, tendinosas, etc... O objetivo primordial dos trabalhos foi o de tornar possível delimitar qualquer região do corpo do cavalo, tomada isoladamente, sem auxílio prévio de figura e, dêsse modo, conseguir localizar e demarcar a parle que se pretende estudar, fornecendo, outrossim, dados precisos dos limites das regiões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1953-12-14

Como Citar

Chieffi, A., & Silva, P. P. e. (1953). Demarcação das regiões do corpo no cavalo: Membros. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária, Universidade De São Paulo, 5(1), 77-96. https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v5i1p77-96

Edição

Seção

NÃO DEFINIDA