Determinação do cálcio, fósforo, ferro e cinzas em algumas hortaliças da família compositae linn

Autores

  • Roberto Roperto Universidade de São Paulo, Escola Politécnica, Laboratório de Bioquímica, São Paulo, SP
  • Virgílio Bonoldi Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Química Orgânica e Biológica, São Paulo, SP
  • Isaltina Prestes Monzoni Universidade de São Paulo, Escola Politécnica, Laboratório de Bioquímica, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v4i4p529-532

Palavras-chave:

O artigo não apresenta palavras-chave.

Resumo

Os autores determinaram os teôres de ferro, cálcio e fósforo, além das cinzas, sôbre a parte comestível e no estado crú, de algumas hortaliças da família das Compositae. Encontraram como média das dezesseis determinações efetuadas em exemplares de cultivo local, para êsses elementos, respectivamente, os seguintes números (mg para 100 g da amostra):

                                                     Fe     Ca     P     Cinzas

Escarola (Lactuca scariola, L.)...... 3,0   33,6  34,6    807

Chicórea (Chicorium endivia, L.).. 6,2   35,3  16,6    949

Alface (Lactuca sativa, L.)............ 2,7   48,4  32,2    621

Almeirão (Chicorium intybus, L.).. 7,9   73,2   35,3   1360

As relações cálcio-fósforo são as seguintes: — Escarola (Lactuca scariola, L.) 0,95:1; Chicórea (Chicorium endivia, L.) 2,1:1; Alface (Lactuca sativa, L.) 1,5:1; Almeirão (Chicorium intybus. L.) 2,1:1.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1952-12-14

Como Citar

Roperto, R., Bonoldi, V., & Monzoni, I. P. (1952). Determinação do cálcio, fósforo, ferro e cinzas em algumas hortaliças da família compositae linn. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária, Universidade De São Paulo, 4(4), 529-532. https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v4i4p529-532

Edição

Seção

NÃO DEFINIDA