Morfologia da aorta torácica do Gallus gallus (Linnaeus, 1758) durante o desenvolvimento etário

Autores

  • Luiz Ferreira Martins Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia, Departamento de Histologia e embriologia, Bauru, SP
  • Dagoberto Sottovia Filho Universidade de São Paulo, Faculdade de Odontologia, Departamento de Histologia e Embriologia, São Paulo, SP
  • Antônio Guimarães Ferri Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Histologia e Embriologia, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v7i4p817-832

Palavras-chave:

O artigo não apresenta palavras-chave.

Resumo

Análises foram levadas a efeito na secção intermediária da aorta torácica de Gallus gallus, durante o seu desenvolvimento em animais de 1 dia a 3 anos, divididos em 12 grupos segundo a idade. Foram empregadas técnicas clássicas de inclusão e coloração para os tecidos conjuntivo e muscular. As fibras reticulares foram também estudadas depois de seccionadas em micrótomo de congelação após impregnação com prata. Os autores observaram que os vasos sofrem variações estruturais dentro dos limites de idade considerados na disposição arquitetônica e características morfológicas dos seus elementos constitutivos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1968-12-15

Como Citar

Martins, L. F., Sottovia Filho, D., & Ferri, A. G. (1968). Morfologia da aorta torácica do Gallus gallus (Linnaeus, 1758) durante o desenvolvimento etário. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária, Universidade De São Paulo, 7(4), 817-832. https://doi.org/10.11606/issn.2318-5066.v7i4p817-832

Edição

Seção

NÃO DEFINIDA