Determinação da porcentagem de retenção da 125 I-Triiodotironina em resina (Teste T3) e da Tiroxina total (Teste T4 ) em equinos sem raça definida

Autores

  • Masao Iwasaki Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Cirurgia e Obstetrícia, São Paulo, SP

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v13i2p377-390

Palavras-chave:

Equinos, Função tiróidea, Método radioisotópico “ in vitro”

Resumo

Estudou-se a função tiróidea em equinos sem raça definida, mediante emprego das técnicas radioisotópicas "in vitro" 125 l-T3 e 125 I-T4. Para tanto, selecionou-se 30 equinos, clinicamente normais, distribuídos em 3 lotes de 10 animais. O 1º grupo constituídos de machos, o 2º de fêmeas e o último de machos castrados. Não encontrou-se diferença estatisticamente significante, entre os valores dos testes T3 E T4 determinados para os 3 grupos, muito embora, as médias diferissem entre si. Para as fêmeas a média para o teste T3 foi de 46,91% de retenção do hormônio marcado na resina e, para o teste T4, 1.95 mcg/100 ml de soro, para os machos, 42.50% para o teste T3 E 1.93 mcg/100ml para o teste T4, finalmente, para os machos castrados, os valores das médias para o teste T3 e T4 foram, respectivamente, 40.43% e 1.89 mcg/100 ml. Tendo em vista os resultados das análises de variância aplicados aos 3 grupos, pode-se reunir os dados estabelecidos para todos os animais, e então, estabelecer-se para o teste T3 (a média de 43.2% dc retenção do hormônio marcado na resina, estando o intervalo de confiança para 95% entre 41,32% a 45,24%. Para o teste
T4 média de 1,93mcg/100 mil de soro, e intervalo de confiança para 95% entre 1,64 e 2,22 mcg/100 ml.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1976-09-15

Como Citar

Iwasaki, M. (1976). Determinação da porcentagem de retenção da 125 I-Triiodotironina em resina (Teste T3) e da Tiroxina total (Teste T4 ) em equinos sem raça definida. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 13(2), 377-390. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v13i2p377-390

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS