Comportamento do paratolueno-cloro-sulfamida-sódico na descontaminação da água de escaldamento de suínos abatidos

Autores

  • José Cezar Panetta Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Álvaro Augusto Tortuga Companhia Zootécnica Agrária, São Paulo, SP
  • Raphael Valentino Riccetti Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Omar Miguel Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Departamento de Medicina Veterinária Preventiva e Saúde Animal, São Paulo, SP
  • Ricardo Moreira Calil Ministério da Agricultura, Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Brasília

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v14i2p293-300

Palavras-chave:

Suínos (escaldamento), Higiene (suínos), Tanque de escaldamento de suínos

Resumo

Procurou-se neste trabalho comprovar a eficiência do paratolueno-cloro-sulfamida-sódico, quando empregado como desinfetante da água do tanque de escaldamento de suínos. Verificou-se seu poder em reduzir sensivelmente a carga microbiana existente na água de escaldamento, representada por mesófilos aeróbios, termófilos aerôbios, coliformes e enterococos totais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

1977-09-15

Como Citar

Panetta, J. C., Augusto, Álvaro, Riccetti, R. V., Miguel, O., & Calil, R. M. (1977). Comportamento do paratolueno-cloro-sulfamida-sódico na descontaminação da água de escaldamento de suínos abatidos. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 14(2), 293-300. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v14i2p293-300

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS