Produção de leite em pastagens de gramíneas, adubadas e não adubadas, em manejos contínuo e rotacionado

  • Carlos de Sousa Lucci Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • José Carlos Machado Nogueira Filho Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Vicente Borelli Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Forragens (avaliação), Leite (produção), Pastagens (manejo)

Resumo

Dezesseis vacas lactantes, com porte físico e produções de leite semelhantes e no mesmo estágio de lactação, sendo 1 0 flamengo-Dinamarquesas e 6 mestiças europeu — tropical, foram utilizadas em delineamento inteiramente casualizado, distribuídas para um esquema fatorial 2x 2 , com os seguintes tratamentos: A) pastagens de capim de Rhodes (Chloris gayana) adubadas com 75 kg de nitrogénio p/ha, manejadas em pastoreio contínuo; idem de A, manejadas em rotação; C) pastagens de capim de Rhodes não adubadas, manejadas em pastoreio contínuo, e D) idem de C, manejadas em rotação. A lotação animal foi 3,3 animais/ha em todos os tratamentos. As produções de leite a 4% de gordura, e os ganhos de peso diários, foram respectivamente: A = 8,1 kg e 0,472 kg; B = 8,1 e 0,250 kg; C = 8,5 kg e 0,379 kg; D =7,6 kg e 0,336 kg. Não ocorreram diferenças significativas entre os tratamentos, durante os 70 dias experimentais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Forage evaluation; Milk production; Grazing management

Publicado
1983-03-15
Como Citar
Lucci, C. de, Nogueira Filho, J. C., & Borelli, V. (1983). Produção de leite em pastagens de gramíneas, adubadas e não adubadas, em manejos contínuo e rotacionado. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 20(1), 53-56. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v20i1p53-56
Seção
ZOOTECNIA