Antibióticos em rações de bezerros: alterações nas populações microbianas dos rúmens

  • Carlos de Sousa Lucci Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Harry Russel Conrad Ohio State University, Columbus, OH
Palavras-chave: Antibióticos, Nutrição (bezerros), Rúmen (microbiologia)

Resumo

Dezenove bezerros foram utilizados em um delineamento inteiramente casualizado, num esquema fatorial 2x2, recebendo orações com antibióticos (tratamento A) e sem antibióticos (tratamento B), do nascimento até a 8ª semana de idade. Durante a 4ª e 7ª semanas de vida, os animais tiveram seus conteúdos ruminais amostrados por sonda esofagiana. Os volumes dos rúmens foram medidos com uso de polietilenoglicol (PEG) como marcador. Os resultados mostraram que, para ambos os tratamentos, os volumes ruminais aumentaram da 4ª para a 7ª semana de idade. No tocante ao número de bactérias presentes por ml de líquido ruminal, não ocorreram diferenças estatisticamente significativas entre os tratamentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1982-09-15
Como Citar
Lucci, C., & Conrad, H. (1982). Antibióticos em rações de bezerros: alterações nas populações microbianas dos rúmens. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 19(2), 153-156. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v19i2p153-156
Seção
ZOOTECNIA