Panhipopituitarismo juvenil em um cão

  • Rute Suzuki Noro Noda Prefeitura Municipal de São Paulo, São Paulo, SP
  • Mitika Kuribayashi Hagiwara Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Masao Iwasaki Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Cães, Hipófise, Nanismo, Panhipopituitarismo

Resumo

Descreveram-se as alterações clínicas, e anatomo-patológicas observadas em um animal da espécie canina, mestiço da raça Pastor Alemão, macho, de 1 ano e meio de idade. Letargia, desenvolvimento físico inadequado, pelame infantil, retardo na dentição e ausência do fechamento das cartilagens de conjugação, além de paralisia espástica dos membros pélvicos, priapismo, alopecia e hiperpigmentação das extremidades dos membros, foram as principais alterações clínicas encontradas no animal durante o período de observação. A presença de formações císticas na hipófise, hipoplasia da tireóide e da adrenal foram os achados mais proeminentes do exame anátomo e histopatológico. Discutiu-se a provável origem das células epiteliais cilíndricas secretoras de muco que constituiam o revestimento dessas formações císticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1983-09-15
Como Citar
Noda, R., Hagiwara, M., & Iwasaki, M. (1983). Panhipopituitarismo juvenil em um cão. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 20(2), 155-159. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v20i2p155-159
Seção
PATOLOGIA ANIMAL