Observações pertinentes à instalação da fauna de protozoários ciliados no rúmen de bezerros de raça Holandesa (Bos taurus, L.), criados em Pindamonhangaba, S.P., Brasil

  • José Carlos Machado Nogueira Filho Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Maria Ely Miserochi de Oliveira Universidade de São Paulo, Instituto de Ciências Biomédicas, São Paulo, SP
  • João Silva Marcondes Veiga Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
  • Carlos de Souza Lucci Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Protozoa, Protozoários ciliados, Rúmen (bezerros)

Resumo

Em câmara de Sedgwlck-Rafter, foram feitas contagens de ciliados do líquido ruminal de 45 bezerros de raça Holandesa, variedade preta e branca, nascidos e criados na Estação Experimental de Pindamonhangaba, S.P., Brasil, situada no vale do Rio Paraíba do Sul. Os valores obtidos foram relacionados com a idade, que variou de 7 a 270 dias e, com o pH do rúmen, que oscilou de 4,44 a 6,80. O diagnóstico dos ciliados foi feito à nível de gênero; foram assinalados representantes de Entodinium, Diplodinium, Epidinium, Isotricha e Dasytricha. Quando positivado, o gênero Entodinium sempre predominou na população de protozoários. Entodinium e Diplodinium surgiram, simultaneamente, a partir do terceiro mês de vida, quando o pH médio do rúmen era de 4,90. Epidinium foi encontrado a partir do quarto mês, quando o pH alcançou 5,38 . Isotricha e Dasytricha foram verificados em bezerros com mais de 6 meses e com pH ruminal acima de 6,0.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1983-09-15
Como Citar
Nogueira Filho, J. C., Oliveira, M. E., Veiga, J., & Lucci, C. (1983). Observações pertinentes à instalação da fauna de protozoários ciliados no rúmen de bezerros de raça Holandesa (Bos taurus, L.), criados em Pindamonhangaba, S.P., Brasil. Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 20(2), 177-182. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v20i2p177-182
Seção
ZOOTECNIA