Contribuição ao estudo da irrigação arterial do nó sinoatrial em ovinos (Ovis aries Linnaeus, 1758)

  • Celso Alves Rodrigues Centro de Ciências Agro-Veterinárias, Lages, SC
  • Vicente Borelli Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, São Paulo, SP
Palavras-chave: Coração (nó sinoatrial), Anatomia (ovinos), Artérias

Resumo

Foram estudados 30 corações de ovinos sem raça definida (15 machos e 15 fêmeas), submetidos ao processo de diafanização de Spalteholz, depois de suas artérias coronárias terem sido injetadas com solução de gelatina a 10%, corada pelo cinábrio, chegando-se às seguintes conclusões: a) mais freqüentemente (66,7%), o aludido nó é nutrido exclusivamente por colaterais oriundos do ramus circumflexus dexter, vale dizer, apenas pelo ramus proximalis atrii dextri (46,7%), ou por este vaso associado ao ramus distalis atrii dextri (10,0%) ou ao ramus intermedius atrii dextri (10,0%); b) em (33,3%) a região do nó sinoatrial acha-se suprida, exclusivamente pelo ramus proximalis atrii sinistri (23,3%) que pode estar associado ao ramus distalis atrii dextri (10,0%) no desempenho desta função; c) anastomses arteriais com participação dos vasos responsáveis pela nutrição do nó sinoatrial ocorrem entre: colaterais dos rami proximalis atrii sinistri e proximalis atrii dextri; colaterais dos rami proximalis atrii dextri e distalis atrii dextri; colaterais do ramus proximalis atrii dextri; colaterais dos rami proximalis atrii sinistri e distalis atrii dextri; colaterais do ramus proximalis atrii dextri; colaterais do ramus proximalis atrii sinistri; colaterais dos rami intermedius atrii dextri e distalis atrii dextri; d) não existe diferença estatisticamente significante, ao nível de 5%, relativamente ao sexo, quando da participação de colaterais oriundos apenas do ramus circumflaxus dexter, somente da artéria coronaria sinistra, ou de colaterais de ambas na nutrição do nó sinoatrial em ovinos sem raça definida; e) a análise estatística mostra diferença significante, ao nivel de 5%, quando da participação conjunta dos rami proximalis atrii dextri e intermedius atrii dextri ou exclusiva do ramus proximalis atrii sinistri na nutrição do tecido nodal quando confrontadas respectivamente os resultados obtidos em ovinos sem raça definida com os encontrados em ovinos da raça Merino e Corriedale.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
1988-09-15
Como Citar
Rodrigues, C., & Borelli, V. (1988). Contribuição ao estudo da irrigação arterial do nó sinoatrial em ovinos (Ovis aries Linnaeus, 1758). Revista Da Faculdade De Medicina Veterinária E Zootecnia Da Universidade De São Paulo, 25(2), 207-217. https://doi.org/10.11606/issn.2318-3659.v25i2p207-217
Seção
CIÊNCIAS BÁSICAS