Educação preventiva e promoção da saúde na escola: desafios para orientação sexual em São Paulo

  • Renato Barboza Instituto de Saúde - SES/SP; Universidade de São Paulo
  • Kátia Cibelle Machado Pirotta Instituto de Saúde - SES/SP
  • Ligia Rivero Pupo Instituto de Saúde - SES/SP

Resumo

Considerando-se a escassa produção científica sobre orientação sexual em redes de ensino, investigou-se os programas implementados pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, nos anos de 2001 a 2006. O artigo objetiva identificar as concepções e dificuldades dos diretores e coordenadores pedagógicos no desenvolvimento das ações de orientação sexual na rede pública de ensino. No período investigado, três projetos destacaram-se pela duração e forte presença na rede escolar, constituindo um cenário privilegiado para o estudo da educação preventiva e da promoção da saúde entre adolescentes. Realizou-se um estudo descritivo-retrospectivo, de abordagem qualitativa, com oito informantes-chave que foram entrevistados em profundidade. As principais categorias de análise foram: ações pontuais na disciplina de Ciências; pouco poder, baixa legitimidade e resistência dos professores; avanços percebidos; fragilidades na avaliação; alta rotatividade dos educadores; e, descontinuidade dos projetos. A análise evidenciou dificuldades estruturais e pedagógicas. As ações frequentemente dependeram do interesse pessoal dos profissionais em detrimento de um projeto coletivo. Com a mudança da gestão, houve descontinuidade dos projetos nas escolas. O estudo subsidia o campo da educação preventiva e da promoção da saúde, respaldando o saber-fazer dos educadores e indica caminhos para a superação das lacunas na instituição escolar. 

Palavras chave: Políticas públicas; Educação em saúde; Educação sexual; Desenvolvimento de programas; Promoção da saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Barboza, Instituto de Saúde - SES/SP; Universidade de São Paulo

Cientista Social, Mestre em Saúde Coletiva pela Coordenadoria de Controle de Doenças/SES-SP, Doutorando em Psicologia Social e do Trabalho no Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo, Pesquisador Científico VI do Instituto de Saúde – SES/SP, Pesquisador do NEPAIDS e do GEPSIPOLIM, ambos da Universidade de São Paulo, SP, Brasil.

Kátia Cibelle Machado Pirotta, Instituto de Saúde - SES/SP

Cientista Social, Mestre e Doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo, Pesquisadora Científica VI do Instituto de Saúde – SES/SP.

Ligia Rivero Pupo, Instituto de Saúde - SES/SP

Psicóloga, Mestre em Medicina Preventiva pela Universidade de São Paulo, Pesquisadora Científica V do Instituto de Saúde – SES/SP, Pesquisadora do NEPAIDS da Universidade de São Paulo.   

Publicado
2018-09-09
Como Citar
Barboza, R., Machado Pirotta, K., & Pupo, L. (2018). Educação preventiva e promoção da saúde na escola: desafios para orientação sexual em São Paulo. Revista Gestão & Políticas Públicas, 7(1), 106-125. Recuperado de https://www.revistas.usp.br/rgpp/article/view/148881
Seção
Artigos