Não Ver, (Não) Ser Visto, Per-Tecer: narrativas de alunos com deficiência visual na universidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/rgpp.v12i2.202867

Palavras-chave:

Educação, deficiência visual, Universidade, Psicologia, Grupo

Resumo

O objetivo deste artigo é conhecer as narrativas de alunos com deficiência visual em uma universidade pública de Goiás, para discutir sua experiência e os processos de inclusão-exclusão. Como método de investigação realizamos uma sessão de grupo operativo, conforme a teoria e técnica do psicólogo social argentino Enrique Pichon-Rivière. Como resultados, elaboramos três categorias de análise: não ver, (não) ser visto e per-tecer. Na primeira categoria elencamos os principais percalços relacionados ao não ver na Universidade, que se referem principalmente às barreiras arquitetônicas e a dificuldade de acessibilidade ao material didático e procedimentos de ensino dos professores. Na segunda categoria, (não) ser visto, discutimos a invisibilidade do estudante com deficiência visual na Universidade, que passa a não ser visto por seus colegas, bem como por alguns professores. Na última categoria, per-tecer, discutimos as tessituras que devem ser realizadas entre videntes e não videntes para que a inclusão possa efetivamente ser construída na Universidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jordana Gracielle de Jesus Sousa, Universidade Federal de Goiás

Graduanda em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Regis Lopes Silva , Universidade Federal de Goiás

Filósofo e graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Rayane de Sousa Lopes, Universidade Federal de Goiás

Graduanda em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Marcos Vinicius Cieri de Moura, Universidade Federal de Goiás

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Alan Jonas Lopes de Araújo, Universidade Federal de Goiás

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Paulo Cesar Benites , Universidade Federal de Goiás

Graduando em Psicologia pela Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Domenico Uhng Hur, Universidade Federal de Goiás

Psicólogo, mestre e doutor em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil. Atualmente é Professor Associado II junto à graduação de Psicologia e ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Referências

Alexandrino, Eduardo G., Souza, Daiane., Bianchi, Adriane B., Macuch, Regiane., & Bertolin, Sonia M. M. G. (2017). Desafios dos alunos com deficiência visual no ensino superior: um relato de experiência. Cinergis, 18(1), 1-7. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/8076

Alves, Cecília P. (2020). Identidade e Deficiência. Revista Gestão & Políticas Públicas, 10(1), 32-46. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://www.revistas.usp.br/rgpp/article/view/183512/170064

Alves, Cecília. P., & Cobra, Cristiane M. (2013). Políticas Públicas de Educação no Brasil: possibilidades de emancipação? Revista Gestão & Políticas Públicas, 3(1), 132-151. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://www.revistas.usp.br/rgpp/article/view/97890/96684

Arendt, Hannah. (2014). A vida do espírito. 4ª ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira.

Bonfim, Carolina S., Mól, Gérson S., & Pinheiro, Bárbara C. S. (2021). A (In)Visibilidade de Pessoas com Deficiência Visual nas Ciências Exatas e Naturais: Percepções e Perspectivas. Revista Brasileira de Educação Especial, 27(2), 589-604. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/1980-54702021v27e0220

Brasil. (2007). Ministério da Educação. Edital do Programa incluir: acessibilidade na Educação Superior Incluir 2007/SESU-SEESP/MEC. Acessado em 26 de julho de 2022, de: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/edital%20incluir.pdf

Brasil. (2012). Lei nº 12.711 de 29 de agosto de 2012. Dispõe sobre o ingresso nas Universidades Federais e nas Instituições Federais de ensino técnico de nível médio e dá outras providências. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2012/Lei/L12711.htm

Brasil. (2016). Lei n.13.409, de 28 de dezembro de 2016. Altera a Lei n.12.711, de 29 de agosto de 2012, para dispor sobre a reserva de vagas para pessoas com deficiência nos cursos técnico de nível médio e superior das instituições federais de ensino.

Costa, Vanderlei B., & Naves, Renata M. (2020). A implementação da Lei de Cotas 13.409/2016 para pessoas com deficiência na universidade. Revista Ibero-Americana de Estudos em Educação, 15(n. esp. 1), 966-982. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/13511/9014

Deleuze, Gilles. (2006). Diferença e Repetição. São Paulo: Brasiliense.

Fernandes, Maria Inês A., & Hur, Domenico Uhng. (2022). Psicanálise, grupo e teoria da técnica: conselhos ao jovem coordenador de grupos. Psicologia USP, 33. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/0103-6564e190078

Foucault, Michel. (1984). Vigiar e Punir. Petrópolis: Vozes.

Guerreiro, Elaine M. B. R., Almeida, Maria A., & Silva Filho, José H. (2014). Avaliação da satisfação do aluno com deficiência no ensino superior. Revista da Avaliação da Educação Superior, 19, 31-60. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/S1414-40772014000100003

Hur, Domenico Uhng. (2022). Esquizoanálise e Esquizodrama: clínica e política. Campinas: Alínea.

Kaës, René. (1997). O Grupo e o Sujeito do Grupo: Elementos para uma teoria psicanalítica do grupo. São Paulo: Casa do Psicólogo.

Kastrup, Virgínia. (2008). O lado de dentro da experiência: atenção a si mesmo e produção de subjetividade numa oficina de cerâmica para pessoas com deficiência visual adquirida. Psicologia: Ciência e Profissão, 28(1), 186-199. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/S1414-98932008000100014

Kong, Lingling., Gao, Zheng; Xu Na., Shao Shuhong., Ma, Huiying., He, Qinqxia., Zhang, Dehai., Xu, Honghong., & Qu, Haiying (2021). The relation between self-stigma and loneliness in visually impaired college students: Self-acceptance as mediator. Disability and health jornal, 14(2). Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1016/j.dhjo.2020.101054

Luz, Katariny L. B. (2018). Os caminhos da política de acessibilidade da UFG como afirmação dos direitos das pessoas com deficiência. Dissertação (Mestrado em Direitos Humanos) - Universidade Federal de Goiás. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tede/8909

Martín-Baró, Ignacio. (1998). Psicología de la liberación. Madrid: Ed. Trotta.

Martins, Lisiê M. S. M., & Santos Silva, Luzia G. (2016). Trajetória acadêmica de uma estudante com deficiência visual no ensino superior. Revista Educação em Questão, 54(41), 251-274, 2016. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://periodicos.ufrn.br/educacaoemquestao/article/view/10165

Moraes, Marcia O., Lima, Luara F. F., & Mansoio, Carolina C. (2011). Variações sobre ver e não ver: dois relatos de casos. Arquivos Brasileiros de Psicologia, 63(1), 101-110. Acessado em 26 de julho de 2022, de: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v63n1/v63n1a11.pdf

Pichon-Rivière, Enrique. (1983). O processo grupal. São Paulo: Martins Fontes.

Resende, Anita C. A. (2007). Da relação indivíduo e sociedade. Revista Educativa-Revista de Educação, 10(1), 29-45. Acessado em 26 de julho de 2022, de: http://seer.pucgoias.edu.br/index.php/educativa/article/view/173

Silva, Alessandro Soares da. (2007). Direitos Humanos e Lugares Minoritários: um convite ao pensar sobre os processos de exclusão na escola. Em: Ministério da Educação. Programa Ética e Cidadania: construindo valores na escola e na sociedade. Acessado em 19 de maio de 2022, de: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/Etica/11_soares.pdf

Silva, Alessandro Soares da. (2018). A Ação Pública: um outro olhar sobre Estado, Sociedade e Políticas Públicas. Revista Gestão & Políticas Públicas, 8(1), 194-204. Acessado em 04 de maio de 2022, de: https://doi.org/10.11606/issn.2237-1095.v8p194-204

Silva, Jailma., & Pimentel, Adriana. (2022). A Inclusão no Ensino Superior: Vivências de Estudantes com Deficiência Visual. Revista Brasileira de Educação Especial, 28, 121-138, 2022. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/1980-54702022v28e0012

Silva, Jailma., & Pimentel, Adriana (2021). Inclusão educacional da pessoa com deficiência visual no ensino superior. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, 29, 1-18. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1590/2526-8910.ctoAR2193

Silva, Tomaz Tadeu da (org). (2000). Identidade e diferença: a perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis: Vozes.

Silva, Ivan Henrique de Mattos e. (2015). Educação Superior e Novo Desenvolvimentismo: uma análise das políticas de expansão e reestruturação das universidades federais entre 2007 e 2010. Revista Gestão & Políticas Públicas, 5(1), 72-91. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.11606/issn.2237-1095.v5p72-91

Toneli, Maria Juracy F., Adrião, Karla G., & Cabral, Arthur G. (2012). Tatear. Em Tania M. Galli Fonseca; Maria L. Nascimento; Cleci Maraschin (orgs.). Pesquisar na diferença: um abecedário. Porto Alegre: Sulina.

UFG. (2008). RESOLUÇÃO CONSUNI Nº 29/2008 - MEC/UFG. Cria o Programa “UFGInclui” na Universidade Federal de Goiás e dá outras providências. 2008.

Vázquez, Félix (1997). El dispositiu d’anàlisi de dades: l’Anàlisi de contingut temàtic/categorial (Investigació i Coneixement Psicosocial). Mimeografado.

Vendramin, Carla (2019). Repensando mitos contemporâneos: o capacitismo. Simpósio Internacional Repensando Mitos Contemporâneos. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://www.publionline.iar.unicamp.br/index.php/simpac/article/view/4389/4393

Yoshida, Tsuguo., Ichikawa, Tadahiko., Ishikawa, Tomoko., & Hori, Masashi. (2003). Mental health of visually and hearing impaired students from the viewpoint of the University Personality Inventory. Psychiatry and clinical neurosciences, 52(4), 413–418. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://doi.org/10.1046/j.1440-1819.1998.00411.x

Zambello, Aline V. (2013). Universidades Federais Brasileiras e o Impacto Regional do REUNI. Revista Gestão & Políticas Públicas, 3(2), 246-267. Acessado em 26 de julho de 2022, de: https://www.revistas.usp.br/rgpp/article/view/98575/97244

Downloads

Publicado

2022-12-31

Como Citar

Sousa, J. G. de J. . ., Silva , R. L. ., Lopes, R. de S., Moura, M. V. C. de . ., Araújo, A. J. L. de, Benites, P. C., & Hur, D. U. (2022). Não Ver, (Não) Ser Visto, Per-Tecer: narrativas de alunos com deficiência visual na universidade. Revista Gestão & Políticas Públicas, 12(2), 258-277. https://doi.org/10.11606/rgpp.v12i2.202867

Edição

Seção

Artigos