Cartas e ficção, um capítulo da obra alencariana

  • Patrícia Regina Cavaleiro Pereira Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Epistolografia, romantismo, José de Alencar

Resumo

Lendo a correspondência de José Martiniano de Alencar (1829-1877), deparamo-nos com um conjunto de quase trezentas missi­vas de naturezas e finalidades distintas: cartas reais e fictícias. Tais textos epistolares passa­ram pelas mãos de muitos receptores – desti­natários primordiais ou leitores secundários –, para quem o epistológrafo reservava diferentes formas de pronunciar-se, adequando o discur­so aos objetivos almejados em cada carta. Com este artigo, pretendemos trazer uma reflexão a respeito da persona epistolar alencariana e pensar de que forma José de Alencar utilizou a habilidade de escritor de cartas também na construção de suas tramas romanescas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-08-23
Como Citar
Pereira, P. (2016). Cartas e ficção, um capítulo da obra alencariana. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (64), 310-323. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i64p310-323
Seção
Artigos