"Três apitos": lirismo e violência em Noel Rosa

  • Guto Leite Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Canção popular, lirismo, violência, luta de classes

Resumo

Este artigo procura demonstrar como subjaz em uma das mais conhecidas canções de amor de Noel Rosa um forte recorte de classe que opõe um confortável jovem representante da pequena burguesia carioca a uma operária trabalhadora da fábrica de tecidos. No decorrer da canção, a ambiguidade dos elogios é crescente e faz despontar nos versos doses sensíveis de violência e arbítrio, lembrando outro narrador célebre, Bento Santiago, que mascara reificação e propriedade do outro em expressões de amor. Ao cabo, considerando também a entoação, é possível até mesmo duvidar de que a canção se dirija à operária, como parece, levando-nos a crer que seja uma mensagem entre pares sobre uma malfadada conquista amorosa.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-04-01
Como Citar
Leite, G. (2017). "Três apitos": lirismo e violência em Noel Rosa. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (66), 160-171. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901x.v0i66p160-171
Seção
Artigos