O pensamento de Celso Furtado sobre Estado e planejamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v1i78p156-181

Palavras-chave:

Estado, planejamento e desenvolvimento, pensamento social brasileiro

Resumo

Estado e planejamento são temas recorrentes na vasta e original obra do economista brasileiro Celso Furtado (1920-2004). Embora sejam elementos ubíquos, as remissões do autor ao Estado são, por vezes, pouco explícitas. Não há, em toda a sua obra, nem mesmo um só capítulo que contemple explicitamente uma discussão teórico-conceitual sobre o Estado. Isso, porém, não significa dizer que inexista uma explicação de Estado nos escritos do intelectual brasileiro. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é desvelar e sistematizar o pensamento de Celso Furtado sobre Estado e planejamento. Para tanto, considera-se o conjunto da produção furtadiana, elaborada ao longo de seis décadas – de 1944 a 2004 –, pois se acredita que pouco se compreende quando se toma uma parte isolada da obra, sem levar em conta o desenvolvimento completo das ideias do autor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Wasques, Universidade Federal de Rondonópolis

Renato Nataniel Wasques é professor adjunto II e coordenador de Ensino de Graduação no Curso de Ciências Econômicas da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

Referências

BENOIT, H. Platão e as temporalidades: a questão metodológica. São Paulo: Annablume, 2015.

BIELSCHOWSKY, R. Pensamento econômico brasileiro: o ciclo ideológico do desenvolvimentismo (1930-1964). 5. ed. Rio de Janeiro: Contraponto, 2004.

BRANDÃO, C. O compromisso com a (n)ação em Celso Furtado: notas sobre seu sistema teórico-analítico. Economia Ensaios, Uberlândia, v. 22, n. 2, p. 29-49, jan.-jul. 2008.

CEPÊDA, V. A. O pensamento político de Celso Furtado: desenvolvimento e democracia. In: BRESSER-PEREIRA, L. C.; REGO, J. M. (org.). A grande esperança em Celso Furtado. São Paulo: Ed. 34, 2001, p. 167-184.

D’AGUIAR, Rosa Freire. Introdução – Os anos de formação. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire D’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, 2014, p. 7-28. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Formação de capital e desenvolvimento econômico. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro, v. 6, n. 3, set. 1952, p. 7-45. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rbe/article/view/2388/2541. Acesso em: ago. 2020.

FURTADO, Celso. Setor privado e poupança. Econômica Brasileira, Clube dos Economistas, Rio de Janeiro, v. 2, n. 2, abr.-jun. 1956, p. 100-102.

FURTADO, Celso. Desenvolvimento e subdesenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1961.

FURTADO, Celso. Subdesenvolvimento e Estado democrático. Recife: Codepe, 1962a.

FURTADO, Celso. A pré-revolução brasileira. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1962b.

FURTADO, Celso. Dialética do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Fundo de Cultura, 1964.

FURTADO, Celso. Subdesenvolvimento e estagnação na América Latina. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

FURTADO, Celso. Um projeto para o Brasil. 5. ed. Rio de Janeiro: Saga, 1969.

FURTADO, Celso. O mito do desenvolvimento econômico. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1974.

FURTADO, Celso. Prefácio a nova economia política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

FURTADO, Celso. O Brasil pós-“milagre”. 8. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983a.

FURTADO, Celso. A nova dependência: dívida externa e monetarismo. 5. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983b.

FURTADO, Celso. Não à recessão e ao desemprego. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983c.

FURTADO, Celso. Brasil: a construção interrompida. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992a.

FURTADO, Celso. Globalização das estruturas econômicas e identidade nacional. Estudos Avançados, São Paulo, v. 6, 16, set.-dez. 1992b, p. 55-64. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/ea/v6n16/v6n16a05.pdf. Acesso em: ago. 2020.

FURTADO, Celso. Entre inconformismo e reformismo. In: FURTADO, Celso. Obra autobiográfica. Tomo III. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997a, p. 11-40.

FURTADO, Celso. Os ares do mundo. In: FURTADO, Celso. Obra autobiográfica. Tomo III. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997b, p. 41-390.

FURTADO, Celso. A lição de um mestre. In: ABDE – Associação Brasileira de Instituições Financeiras de Desenvolvimento (org.). Lições de mestres: entrevistas sobre globalização e desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Campus/ABDE, 1998, p. 65-75. [Publicado originalmente na revista Rumos, ABDE, ano XX, n. 125, 1996, p. 4-9.]

FURTADO, Celso. O capitalismo global. 3. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1999a.

FURTADO, Celso. O longo amanhecer: reflexões sobre a formação do Brasil. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999b.

FURTADO, Celso. Brasil: opções futuras. Revista de Economia Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 3, n. 2, jul.-dez., 1999c, p. 9-15. Disponível em: https://revistas.ufrj.br/index.php/rec/article/view/19599/11363. Acesso em: ago. 2020.

FURTADO, Celso. Teoria e política do desenvolvimento econômico. 10. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

FURTADO, Celso. Em busca de novo modelo: reflexões sobre a crise contemporânea. São Paulo: Paz e Terra, 2002.

FURTADO, Celso. A responsabilidade dos cientistas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 13 jun. 2003, Caderno 1, p. 3.

FURTADO, Celso. Receita para o crescimento. [Entrevista concedida a] Álvaro Kassab. Jornal da Unicamp, Universidade Estadual de Campinas, 27 de setembro a 3 de outubro de 2004, p. 3.

FURTADO, Celso. Entrevista com o professor Celso Furtado. [Concedida a] Mário Theodoro. Revista Economia Ensaios, Uberlândia, v. 22, n. 2, p. 9-27, jan.-jul. 2008a.

FURTADO, Celso. Entrevista concedida a Claudio Cerri. In: FURTADO, CELSO. Economia do desenvolvimento: curso ministrado na PUC-SP em 1975. Rio de Janeiro: Contraponto: Centro Internacional Celso Furtado, p. 247-254, 2008b.

FURTADO, Celso. A estrutura da Comissão do Serviço Civil dos Estados Unidos. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 121-129, 2014a. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Notas sobre a administração de pessoal no governo federal americano. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 131-141, 2014b. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. A feição funcional da democracia moderna. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 207-211, 2014c. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Planificação e orçamento. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 143-149, 2014d. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Organização do município moderno. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 173-178, 2014e. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Teoria do Departamento de Administração Geral. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 179-195, 2014f. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Planificação social. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 213-217, 2014g. (Arquivos Celso Furtado 6).

FURTADO, Celso. Trajetória da democracia na América. In: FURTADO, Celso. Anos de formação – 1938-1948: o jornalismo, o serviço público, a guerra, o doutorado. Organização de Rosa Freire d’Aguiar. Rio de Janeiro: Contraponto/Centro Internacional Celso Furtado de Política para o Desenvolvimento, p. 219-243, 2014h.

FURTADO, Celso. Diários intermitentes: 1937-2002. Organização, apresentação e notas de Rosa Freire D’Aguiar. Prefácio de João Antonio de Paula. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

IGLÉSIAS, F. Celso Furtado, pensamento e ação. In: IGLÉSIAS, F. História e ideologia. São Paulo: Perspectiva, 1971, p. 159-234.

LOVE, J. Furtado e o estruturalismo. In: BRESSER-PEREIRA, L. C.; REGO, J. M. (org.). A grande esperança em Celso Furtado. São Paulo: Ed. 34, 2001, p. 157-165.

MALLORQUIN, C. Celso Furtado: um retrato intelectual. São Paulo: Xamã: Rio de Janeiro: Contraponto, 2005.

MANNHEIM, K. O homem e a sociedade: estudos sobre a estrutura social moderna. Rio de Janeiro: Zahar, 1962.

MANTEGA, G. A economia política brasileira. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes; São Paulo: Polis, 1984.

OLIVEIRA, F. Viagem ao olho do furacão: Celso Furtado e o desafio do pensamento autoritário brasileiro. In: OLIVEIRA, F. A navegação venturosa: ensaios sobre Celso Furtado. São Paulo: Boitempo, p. 59-82, 2003.

PAULANI, L. M. A utopia da nação: esperança e desalento. In: BRESSER-PEREIRA, L. C.; REGO, J. M. (org.). A grande esperança em Celso Furtado. São Paulo: Ed. 34, 2001, p. 139-156.

RICUPERO, B. Celso Furtado e o pensamento social brasileiro. Estudos Avançados, São Paulo, v. 19, n. 53, p. 371-377, jan.-abr. 2005.

SAMPAIO JR., P. A. Furtado e os limites da razão burguesa na periferia do capitalismo. Economia Ensaios, Uberlândia, v. 22, n. 2, p. 69-98, jan.-jul. 2008.

SILVA, R. P. Celso Furtado e a administração pública: uma leitura de suas primeiras publicações (1944-1948). História Unisinos, São Leopoldo, v. 14, n. 1, p. 88-99, jan.-abr. 2010.

VIEIRA, R. M. Estado, racionalidade e planejamento. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 45, n. 2, p. 97-104, abr.-jun. 2005.

WASQUES, R. N. Celso Furtado: intelectual reformista a serviço da (n)ação. Revista de Ciências Sociais, Fortaleza, v. 51, n. 1, p. 107-153, mar.-jun. 2020.

WASQUES, R. N.; SANTOS JÚNIOR, W. L. S.; BRANDÃO, D. D. As ideias de Celso Furtado sobre a questão ambiental. Leituras de Economia Política, Campinas, v. 19, n. 1 (28), p. 41-58, jan.-jun. 2019.

Downloads

Publicado

2021-05-04

Como Citar

Wasques, R. . (2021). O pensamento de Celso Furtado sobre Estado e planejamento. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, 1(78), 156-181. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v1i78p156-181

Edição

Seção

Dossiê: Celso Furtado, transdisciplinar e contemporâneo