O reverso da outra independência: participação indígena no contexto político da década de 1820 (Cimbres, Pernambuco)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v1i82p19-35

Palavras-chave:

Povos indígenas, independência, Pernambuco

Resumo

O objetivo do artigo é analisar a atuação política dos indígenas do aldeamento de Cimbres, província de Pernambuco, nos conflitos ocorridos na década de 1820 em torno do processo de Independência do Brasil, procurando compreender as suas motivações. A contextualização múltipla foi instrumentalizada como método para analisar as redes de interdependência
entre indígenas e não indígenas, bem como o impacto da atuação política dos primeiros no processo de formação do Estado nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Albuquerque Dantas, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Professora no Departamento de História da UFRPE.

Referências

ALMEIDA, Maria Regina Celestino. Os índios na história do Brasil no século XIX: da invisibilidade ao protagonismo. Revista História Hoje, v. 1, n. 2, 2012, p. 21-39.

BARBALHO, Nelson. Cronologia Pernambucana: subsídios para a história do agreste e do sertão. 1818-1821. v.12. Recife: Centro de Estudos de História Municipal/FIAM, 1983.

BARBALHO, Nelson. Cronologia Pernambucana: subsídios para a história do agreste e do sertão. 1822-1823. v.13. Recife: Centro de Estudos de História Municipal/FIAM, 1984.

BERNARDES, Denis. Pernambuco e o Império (1822-1824): sem constituição soberana não há união. In: JANCSÓ, Istvan. (Ed.). Brasil: formação do Estado e da Nação. São Paulo: Hucitec, 2003. p. 219-250.

CARVALHO, Marcus J. M. de. Os índios de Pernambuco no ciclo das insurreições liberais, 1817/1848: ideologias e resistência. Revista da Sociedade Brasileira de Pesquisa Histórica, n. 111, 1996, p. 51-69.

COSTA, Francisco Augusto Pereira da. Anais Pernambucanos. 1701-1739. v. 5. Recife: Arquivo Público Estadual, 1953.

COSTA, Francisco Augusto Pereira da. Anais Pernambucanos. 1740-1794. v. 6. Recife: Arquivo Público Estadual, 1954.

COSTA, João Paulo Peixoto. Independência e cidadania: povos indígenas e o advento do liberalismo no Ceará. Acervo, v. 34, n. 2, p. 1-21, 2021.

DANTAS, Mariana Albuquerque. Dimensões da participação indígena: Estado nacional e revoltas em Pernambuco e Alagoas, 1817-1848. Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2018.

DANTAS, Monica Duarte. Epílogo-Homens livres pobres e libertos e o aprendizado da política no Império. In: DANTAS, Monica Duarte. (org.). Revoltas, motins, revoluções: homens livres pobres e libertos no Brasil do século XIX. São Paulo: Alameda, 2011. p. 511-564.

DORNELLES, Soraia Sales. A questão indígena e o Império: índios, terra, trabalho e violência na província paulista, 1845-1891. Tese (Doutorado em História) - Unicamp, Campinas, 2017.

IRUROZQUI VICTORIANO, Marta. Presentación. La institucionalización del Estado en América Latina. Justicia y violencia política en la primera mitad del siglo XIX. Revista Complutense de Historia de América, v. 37, 2012, p. 15-25.

MEDEIROS, Maria do Céu. Os Oratorianos de Pernambuco: uma congregação “a serviço” do Estado português. Dissertação (Mestrado em História) - UFPE, Recife, 1981.

MEDEIROS, Ricardo Pinto. Política indigenista do período pombalino e seus reflexos nas capitanias do norte da América portuguesa. In: João Pacheco de. (org.). A presença indígena no Nordeste: processos de territorialização, modos de reconhecimento e regimes de memória. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2011. p. 115-144.

MELLO, Evaldo Cabral de. A outra Independência: o federalismo pernambucano de 1817 a 1824. São Paulo: Editora 34, 2004.

MELO, Karina Moreira Ribeiro da Silva e. Histórias indígenas em contextos de formação dos Estados argentino, brasileiro e uruguaio: charruas, guaranis e minuanos em fronteiras platinas (1801-1818). Tese (Doutorado em História) - Unicamp, Campinas, 2017.

MOREIRA, Vânia Maria Losada. Nem selvagens nem cidadãos: os índios da Vila de Nova Almeida e a usurpação de suas terras durante o século XIX. Dimensões, n. 14, 2002. p. 151-167.

NEVES, Lucia Bastos Pereira das. Estado e política na independência. In: GRINBERG, Keila; SALLES, Ricardo. (eds.). O Brasil Imperial, volume 1: 1808-1831. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2009. p. 95-136.

OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. “O nosso governo”: os Ticuna e o regime tutelar. São Paulo; Brasília: Marco Zero; MCT/CNPq, 1988.

OLIVEIRA FILHO, João Pacheco de. Terras indígenas, economia de mercado e desenvolvimento rural. In: Indigenismo e territorialização: poderes, rotinas e saberes coloniais no Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro: Contra Capa, 1998. p. 43-68.

REVEL, Jacques. Microanálise e construção do social. In: Jogos de escalas: a experiência da microanálise. Tradução: Dora Rocha. Rio de Janeiro: FGV Editora, 1998. p. 15-38.

SILVA, Edson. Xukuru: memórias e história dos índios da Serra do Ororubá (Pesqueira/PE), 1959-1988. Recife: Editora UFPE, 2014.

Downloads

Publicado

2022-08-23

Como Citar

Dantas, M. A. . (2022). O reverso da outra independência: participação indígena no contexto político da década de 1820 (Cimbres, Pernambuco). Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, 1(82), 19-35. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v1i82p19-35

Edição

Seção

Dossiê Paralelos 22