Abolicionismo, um processo em questão

  • Teófilo Queiroz Junior Universidade de São Paulo / Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Palavras-chave: escravidão, abolicionismo, estrutura social.

Resumo

O abolicionismo caracterizou-se como um processo composto de várias fases e condicionado por fatores e interesses diversos. A partir de 1866 cresceu a aspiração pelo fim da escravidão e 1871 marcou o início da campanha abolicionista. A adesão de personalidades à causa e a reversão das tendências contrárias de políticos, latifundiários e instituições foram marcantes para o desenrolar dos acontecimentos. A estrutura social brasileira, baseada na escravidão, a partir de 1850 começou a apresentar tensões que culminaram na abolição, a qual foi realizada de acordo com os interesses dos donos do poder. A campanha abolicionista fez parte do conjunto de fatos históricos que remoldaram a sociedade brasileira, adaptando-a às condições impostas à nível internacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Teófilo Queiroz Junior, Universidade de São Paulo / Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas
Professor Livre-Docente do Departamento de Sociologia da FFLCH-USP.
Publicado
1988-06-01
Como Citar
Queiroz Junior, T. (1988). Abolicionismo, um processo em questão. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (28), 101-108. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i28p101-108
Seção
Artigos