Mário de Andrade o sequestro do desejo e a música popular em versos

  • Cristiane Rodrigues de Souza Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Poesia, música, sequestro, Remate de males, Mário de Andrade.

Resumo

Em Remate de males (1930), quarto volume de poemas do modernista Mário de Andrade, o texto de abertura do grupo Tempo da Maria – “Moda do corajoso” – apresenta voz lírica que hesita entre a consciência do despropósito de seu amor por uma mulher casada e, ao mesmo tempo, a constatação de estar subjugada por ele. Como leitor de Freud, Mário deixa transparecer em seus versos preocupações com o processo de sublimação e de repressão – o sequestro da Dona Ausente –, percebido por ele na cultura popular brasileira. Além disso, há nos poemas a reinvenção da musicalidade do povo. O estudo detido de “Moda do corajoso”, realizado neste artigo, mostra a atualização, por meio de versos, da sublimação do desejo pela dona proibida, assim como a influência da música popular na escrita mariandradina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiane Rodrigues de Souza, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo

Mestre em Estudos Literários pela FCL-Ar Unesp, doutora em Literatura Brasileira pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, FFLCH-USP e professora de Literatura Brasileira e de Teoria da Literatura do Centro Universitário Barão de Mauá. Integrante do Grupo de estudos em literatura contemporânea (GELIC).

Publicado
2013-12-31
Como Citar
Souza, C. (2013). Mário de Andrade o sequestro do desejo e a música popular em versos. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (57), 111-137. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i57p111-137
Seção
Dossiê Mario de Andrade