Ritos genéticos editoriais uma abordagem discursiva da edição de textos

  • Luciana Salazar Salgado Universidade Federal de São Carlos
Palavras-chave: Discurso, alteridade, revisão de textos, ritos genéticos editoriais.

Resumo

Este artigo aborda discursivamente o tratamento editorial de textos, propondo a noção de ritos genéticos editoriais para designar uma série de processos desencadeados pela leitura profissional do revisor de textos, uma atividade linguageira que define um lugar complexo, de atribuições opacas, condicionado e condicionante na dinâmica interlocutiva que revela. Com base nos fundamentos da análise do discurso de tradição francesa, procuramos avançar no entendimento das manobras de leitura e escrita envolvidas no preparo de um texto autoral destinado à circulação pública.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Salazar Salgado, Universidade Federal de São Carlos
Professora Adjunta do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Graduada em Letras (Francês e Português) pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH – USP). Mestre em Educação pela Faculdade de Educação da USP (FE-USP) e doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (IEL - Unicamp). Pós-doutorado no Departamento de Linguística da FFLCH-USP com bolsa Fapesp.
Publicado
2013-12-31
Como Citar
Salgado, L. (2013). Ritos genéticos editoriais uma abordagem discursiva da edição de textos. Revista Do Instituto De Estudos Brasileiros, (57), 253-276. https://doi.org/10.11606/issn.2316-901X.v0i57p253-276
Seção
Artigos