[1]
E. Klüger, “Celso Furtado: por uma ciência econômica iconoclasta e inconformista”, Rev. Inst. Estud. Bras., vol. 1, nº 78, p. 66-85, maio 2021.