Beleza e corpo no De architectura de Vitrúvio: uma questão em aberto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.11606/1984-4506.risco.2021.166352

Palavras-chave:

Tratados, De Architectura, Vitrúvio

Resumo

Os estilos de elocução «tenro», «médio» e «elevado», operantes na Retórica e Poética Clássicas, podem fornecer insumos para o entendimento do que historiadores têm assinalado como elementos contraditórios na tessitura do De architectura, escrito pelo arquiteto romano Vitrúvio no último quartel do século I a.C.. A conhecida analogia vitruviana da arquitetura como um corpo bem conformado vem aqui considerada por regimes de compositio possíveis de serem identificados no tratado, a invitar indagações sobre o influxo das noções de belo e sublime na ordenação da obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CALLEBAT, Louis. (1994) “Rhetorique et Architecture dans le De Architecture de Vitruve”, in GROS, P. (a cura di) Le Project de Vitruve. Object, destinataires et réception du De Architectura, Acte du colloque international (Rome, 26-27/3/1993). Rome.

CICERONE. (2000) Dell’oratore. Milano: Biblioteca universale Rizzoli.

CICERONE. (1998) I doveri. Milano: Biblioteca Universale Rizzoli.

CICERONE. (1991) El Orador. Madrid: Alianza.

FONSACA, Karina. (2017) A arquitetura do riso: a Poética e a Retórica em Momus de Leon Battista Alberti, com tradução integral do texto latino, tese de doutorado. João Pessoa, Paraíba: Universidade Federal da Paraíba. Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes. Programa de Pós-Graduação em Letras

GROS, Pierre. (1990) L’Architettura Romana. Dagli inizi del III secolo a.C. alla fine dell’alto impero. (2001) Milano: Longanesi & C..

GROS, Pierre. (1989) “L’auctoritas chez Vitruve. Contribution à l’étude de la sémantique des ordres dans le De Architectura”, in AA.VV. Munus non ingratum. Proccedings of the International Symposium on Vitruvius’ De Architectura and the Helenistic and Republican Architecture. Ed. by H. Geertman & J.J. d Jong. Leiden.

PANOFSKY, Erwin. (2010) Ercole al bivio e altri materiali iconografici dell’Antichità tornati in vita nell’età moderna. Macerata: Quodlibet Srl.

ROMANO, Elisa. (1987) La Capanna e il Tempio: Vitruvio o dell’Architettura. Palermo: Palumbo Editore.

ROMANO, Elisa. (1994) “Dal De Officcis a Vitruvio, da Vitruvio a Orazio: il dibattito sul lusso edilizio”, in GROS, P. (a cura di) Le Project de Vitruve. Object, destinataires et réception du De Architectura, Acte du colloque international (Rome, 26-27/3/1993). Rome.

VITRUVE. (1989-ss) De L’Architecture. Paris: Les Belles Lettres.

VITRUVIO (1997). De Architettura. Torino: Giulio Einaudi Editore. (A cura di P. Gros. Trad. e commento di A. Corso e E. Romano)

WITTKOWER, Rudolf. Architectural Principles in the Age of Humanism. London: Academy Editions/New York: St. Martin’s Press, 1988.

Downloads

Publicado

2021-07-28

Como Citar

D’Agostino, M. H. S. . (2021). Beleza e corpo no De architectura de Vitrúvio: uma questão em aberto. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), 19, 7-13. https://doi.org/10.11606/1984-4506.risco.2021.166352

Edição

Seção

Artigos e Ensaios