Paisagem e Apropriação Urbana

Autores

  • Tiago de Mattos Chafik Hindi Universidade de São Paulo. Instituto de Arquitetura e Urbanismo

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v18i2p167-180

Palavras-chave:

Produção do Espaço e da Paisagem, Conjuntos Habitacionais, Qualidade Urbana e Espacial, Apropriação do espaço

Resumo

Os conjuntos Abdelnur e Zavaglia no município de São Carlos, no estado de São Paulo – Brasil ilustram como a monofuncionalidade produzida pelas políticas públicas brasileiras em habitação popular, contemporâneas, produzem paisagens urbanas conflituosas e monótonas, destituídas de espaços livres qualificados, incoerentes com o cotidiano de seus usuários, em contraponto a paisagem criada por processos de apropriação, como o caso da requalificação da cooperativa de habitação Jeanne-Mance, na cidade de Montreal, na província do Quebec - Canadá. O objetivo deste trabalho é comparar as duas realidades, ilustrando o resultado da produção habitacional implantada com os espaços naturais projetados (espaços livres, verdes e de lazer) e de conjuntos habitacionais construídos sem esta preocupação. Através de visitas aos conjuntos habitacionais Abdelnur e Zavaglia, em São Carlos/SP e a cooperativa de habitação Jeanne-Mance, em Montréal/QC, foi mapeado e analisado como a transformação da paisagem pelos próprios usuários configura um quadro de maior vitalidade e qualidade paisagística que os cenários de produção mercantil produzidas pelas recentes políticas públicas em habitação brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-09-01

Como Citar

Hindi, T. de M. C. (2020). Paisagem e Apropriação Urbana. Risco - Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo, 18(2), 167-180. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v18i2p167-180