Lar e família: o discurso assistencialista sobre habitação popular nos anos 40 e 50

Autores

  • Flávia Brito do Nascimento IPHAN

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i3p43-55

Palavras-chave:

Assistencialismo, habitação popular, Rio de Janeiro

Resumo

Estudando o pensamento e a prática intervencionista dos profissionais de Serviço Social nas décadas de 40 e 50, no que concerne às formas de habitar populares, este trabalho discute o processo de formação do "novo homem" estadonovista. Busca compreender o contexto em que surge o pensamento assistencialista no Brasil, suas relações com o Estado e com o pensamento católico. Por meio dos Trabalhos de Conclusão de Curso defendidos nas escolas de Serviço Social entre 1942 e 1953 e dos Anais do I Congresso Brasileiro de Serviço Social, realizado em 1949, problematiza-se a relação entre moradia e popular e práticas intervencionistas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2006-01-01

Como Citar

Nascimento, F. B. do. (2006). Lar e família: o discurso assistencialista sobre habitação popular nos anos 40 e 50. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), (3), 43-55. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i3p43-55

Edição

Seção

Artigos e Ensaios