Ernesto Nathan Rogers e a polêmica da arquiteta brasileira

Autores

  • Aline Coelho Sanches

DOI:

https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i16p88-108

Palavras-chave:

Ernesto Nathan Rogers, Arquitetura moderna brasileira, Oscar Niemeyer

Resumo

Entre 1954 e 1959 se desenvolvem duas polêmicas originadas da tentativa de se redefinir uma posição com relação à arquitetura moderna: aquela gerada pela crítica de Max Bull à arquitetura moderna brasileira e a crítia de Reyner Banham à arquitetura italiana. Nas duas, Ernesto Nathan Rogers e a revista <<Casabella-Continuità>>, dirigida por ele, tiveram parte importante. Esclarecer o papel de Rogers na primeira polêmica, a relação entre suas idéias e obras e a arquitetura  brasileira e a rede de relações que estabeleceu no Brasil, é um dos objetivos deste artigo, assim como discutir temas e problemas levantados pelo episódio e repensar a sua atualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Coelho Sanches

Arquiteta e urbanista, professora do Núcleo de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Sergipe (UFS)

Downloads

Publicado

2012-07-01

Como Citar

Sanches, A. C. (2012). Ernesto Nathan Rogers e a polêmica da arquiteta brasileira. Risco Revista De Pesquisa Em Arquitetura E Urbanismo (Online), (16), 88-108. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4506.v0i16p88-108

Edição

Seção

Artigos e Ensaios