Fatores sociodemográficos e clínicos de mulheres com papilomavírus humano e sua associação com o vírus da imunodeficiência humana

Autores

  • Joice Gaspar Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Silvana Maria Quintana Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Renata Karina Reis Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Elucir Gir Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.3364

Resumo

OBJETIVO: identificar a associação entre a sorologia reagente ou não reagente para o vírus da imunodeficiência humana e as variáveis sociodemográficas e clínicas de mulheres com infecção genital pelo papilomavírus humano. MÉTODO: estudo transversal, retrospectivo, realizado em um serviço de referência em Ribeirão Preto. Foram estudadas 824 mulheres submetidas ao teste antivírus da imunodeficiência humana que possuíam lesão intraepitelial cervical de baixo ou alto grau ou condiloma como lesão genital, causada pelo papilomavírus humano. Para verificar a associação, realizou-se o teste qui-quadrado e análise de regressão logística com cálculo de Odds Ratio e intervalo de confiança de 95%. RESULTADOS: identificou-se maior probabilidade de soropositividade para mulheres não brancas; de baixa escolaridade; viúvas; que consumiam álcool, tabaco ou droga ilícita; com hepatite C; que possuíam múltiplos parceiros e as que se prostituíam. CONCLUSÃO: diante do crescente acometimento das mulheres pelas infecções sexualmente transmissíveis, considerando a influência do contexto socioeconômico e comportamental no percurso dessas infecções, destaca-se a importância de políticas públicas que estabeleçam estratégias de intervenção envolvendo a prevenção, o diagnóstico precoce e o tratamento oportuno desses agravos, a fim de que haja promoção na qualidade de vida dessa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-02-01

Como Citar

Gaspar, J., Quintana, S. M., Reis, R. K., & Gir, E. (2015). Fatores sociodemográficos e clínicos de mulheres com papilomavírus humano e sua associação com o vírus da imunodeficiência humana . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(1), 74-81. https://doi.org/10.1590/0104-1169.3364

Edição

Seção

Artigos Originais