Barreiras na inclusão da sexualidade no cuidado de enfermagem de mulheres com câncer ginecológico e mamário: perspectiva das profissionais

Autores

  • Simone Mara de Araújo Ferreira Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Thais de Oliveira Gozzo Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Marislei Sanches Panobianco Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Manoel Antônio dos Santos Universidade de São Paulo; Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo
  • Ana Maria de Almeida Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto; Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.3602.2528

Resumo

OBJETIVO: estudo qualitativo cujo objetivo é identificar as barreiras que influenciam as práticas de enfermagem relacionadas à sexualidade no cuidado de mulheres com câncer de mama e ginecológico. MÉTODO: o estudo foi conduzido com 16 profissionais da equipe de enfermagem (enfermeiras, técnicas de enfermagem e auxiliares de enfermagem) de dois setores de um hospital universitário situado no estado de São Paulo. Os dados foram coletados em entrevista individual semiestruturada em profundidade. Todas as entrevistas foram gravadas e as respostas dos participantes agrupadas em categorias por meio da Análise de Conteúdo. RESULTADOS: três temas principais foram identificados: 1) barreiras relacionadas ao modelo biomédico; 2) barreiras relacionadas à dinâmica institucional e 3) barreiras relacionadas à interpretação social da sexualidade. CONCLUSÃO: os resultados deste estudo revelam que a inclusão da temática de forma sistematizada nas rotinas do cuidado de enfermagem exige mudanças no paradigma de saúde e na dinâmica do trabalho, além de reflexões sobre valores pessoais e interpretações sociais relativas ao tema. Um grande desafio consiste em destituir a sexualidade dos tabus e preconceitos que a acompanham, bem como contribuir para que a equipe de enfermagem seja mais consciente das dificuldades enfrentadas pelas mulheres com câncer ginecológico e mamário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-02-01

Como Citar

Ferreira, S. M. de A., Gozzo, T. de O., Panobianco, M. S., Santos, M. A. dos, & Almeida, A. M. de. (2015). Barreiras na inclusão da sexualidade no cuidado de enfermagem de mulheres com câncer ginecológico e mamário: perspectiva das profissionais . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(1), 82-89. https://doi.org/10.1590/0104-1169.3602.2528

Edição

Seção

Artigos Originais