Conhecimento sobre câncer de mama e câncer de mama hereditário entre enfermeiros em um hospital público

Autores

  • Carmen Maria Dornelles Prolla Hospital de Clínicas de Porto Alegre; Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Patrícia Santos da Silva Hospital de Clínicas de Porto Alegre; Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Cristina Brinckmann Oliveira Netto Hospital de Clínicas de Porto Alegre; Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • José Roberto Goldim Hospital de Clínicas de Porto Alegre; Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • Patricia Ashton-Prolla Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Departamento de Genética; Universidade Federal do Rio Grande do Sul

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.0185.2529

Resumo

OBJETIVO: avaliar os conhecimentos de enfermeiros envolvidos nos cuidados de pacientes oncológicos em um hospital público universitário, em relação ao câncer de mama e ao câncer de mama hereditário e verificar o uso de tais conhecimentos em sua prática diária. MÉTODOS: este é um estudo transversal. Os dados foram obtidos por meio de um questionário estruturado autoaplicado. De um total de 154 enfermeiros convidados a participar do estudo, 137 (88,9%) concordaram. Dois questionários foram excluídos, totalizando 135 analisados. RESULTADOS: a porcentagem global de respostas corretas não estava associada à idade (p = 0,173) ou à formação/especialização (p = 0,815). As perguntas foram classificadas em categorias. Nas categorias que abrangiam conhecimentos relacionados aos fatores de risco estabelecidos para o câncer de mama e aos indicadores do câncer de mama hereditário, a taxa de respostas corretas foi de 65,8% e 66,4%, respectivamente. Em relação à prática de aconselhamento genético, 40,7% dos entrevistados não tinham certeza sobre a definição de aconselhamento genético, e 78,5% relataram nunca ter identificado ou encaminhado um paciente com risco genético para uma avaliação de riscos especializada. A prática de ações educativas em relação a esse tema foi relatada por 48,5% dos entrevistados. CONCLUSÃO: este estudo reforça a necessidade de desenvolver ações qualificadoras para enfermeiros de modo que as estratégias para o controle do câncer tornem-se eficientes em suas prática de cuidados de saúde.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-02-01

Como Citar

Prolla, C. M. D., Silva, P. S. da, Netto, C. B. O., Goldim, J. R., & Ashton-Prolla, P. (2015). Conhecimento sobre câncer de mama e câncer de mama hereditário entre enfermeiros em um hospital público . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(1), 90-97. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0185.2529

Edição

Seção

Artigos Originais