Formação acadêmica do profissional de enfermagem e sua adequação às atividades de trabalho

Autores

  • Maria del Carmen Barbera Ortega Universidad Católica de Murcia; Facultad de Enfermería
  • Diana Cecagno Universidade Federal de Pelotas; Faculdade de Enfermagem
  • Ana Myriam Seva Llor Universidad de Murcia; Faculdade de Enfermagem
  • Hedi Crecencia Heckler de Siqueira Universidade Federal do Rio Grande; Escola de Enfermagem
  • Maria José López Montesinos Universidad de Murcia; Facultad de Enfermería
  • Loreto Maciá Soler Universidad de Alicante; Facultad de Enfermería

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.0432.2569

Resumo

;;OBJETIVO:;

; identificar a formação dos profissionais de enfermagem e sua adequação ao trabalho que realizam, assim como, a demanda de formação continuada.

;;;;MÉTODOS:;

; estudo observacional, descritivo, mediante questionário "Formação e Adequação do Profissional de Enfermagem ao Posto de Trabalho". Disponível em: http://enfermeriadocente.es para profissionais de enfermagem.

;;;;RESULTADOS:;

; 53,8% dos enfermeiros consideram que a formação recebida não atende às necessidades de sua atividade de trabalho. Do total, 94,2% referem que a formação acadêmica relacionada à atividade de trabalho repercute na qualidade da assistência prestada.

;;;;CONCLUSÕES:;

; os profissionais de enfermagem consideram necessário adequar a formação continuada à atividade de trabalho e trajetória profissional. A formação dos profissionais deve ser contínua, iniciando-se na formação básica e sendo constante ao longo da vida profissional.

;;

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Ortega, M. del C. B., Cecagno, D., Llor, A. M. S., Siqueira, H. C. H. de, Montesinos, M. J. L., & Soler, L. M. (2015). Formação acadêmica do profissional de enfermagem e sua adequação às atividades de trabalho. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(3), 404-410. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0432.2569

Edição

Seção

Artigos Originais