Percepção de estudantes de enfermagem sobre violência do parceiro: conhecimentos, crenças e função profissional

Autores

  • Assumpció Rigol-Cuadra Universidad de Barcelona; Escuela Universitaria de Enfermería
  • Paola Galbany-Estragué Universidad Autónoma de Barcelona; Departamento de Enfermería
  • Concepció Fuentes-Pumarola Universitat de Girona; Departamento de Enfermería
  • Maria Dolors Burjales-Martí Universidad Rovira i Virgili; Departamento de Enfermería
  • Dolors Rodríguez-Martín Universidad de Barcelona; Escuela Universitaria de Enfermería
  • David Ballester-Ferrando Universitat de Girona; Departamento de Enfermería

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.0357.2584

Resumo

;;OBJETIVOS:;

; examinar os conhecimentos, crenças e a percepção da função profissional que têm os estudantes de enfermagem, sobre a violência contra as mulheres, nos relacionamentos íntimos.

;;;;MÉTODO:;

; estudo qualitativo, descritivo, seguindo o modelo ecológico, através de 16 grupos focais, realizado com 112 estudantes de quatro cursos de enfermagem, de quatro universidades espanholas.

;;;;RESULTADOS:;

; as categorias analíticas foram: conhecimento, função profissional e as crenças das ações do agressor sobre a vítima. Os estudantes desconhecem as características de abusos, diretrizes, protocolos, questões de triagem e de rastreamento, reivindicando diretrizes de intervenção específica. Não identificam sua própria função profissional, sendo delegada ou especializada. As crenças em relação a atuação com a vítima não são orientadas por padrões profissionais, percebendo a violência como uma situação específica e dissociando a prevenção dos cuidados em saúde. Eles percebem o agressor como um doente mental, justificando, assim, a tolerância ou delegação de ações.

;;;;CONCLUSÕES:;

; os alunos definem noções preconcebidas sobre violência do parceiro. Os discursos reproduzem mitos e reforçam valores estereotipados, indicando estudos insuficientes durante a formação em enfermagem, gerando a necessidade de reforçar as competências nos currículos em relação à violência do parceiro.

;;

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-06-01

Como Citar

Rigol-Cuadra, A., Galbany-Estragué, P., Fuentes-Pumarola, C., Burjales-Martí, M. D., Rodríguez-Martín, D., & Ballester-Ferrando, D. (2015). Percepção de estudantes de enfermagem sobre violência do parceiro: conhecimentos, crenças e função profissional. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(3), 527-534. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0357.2584

Edição

Seção

Artigos Originais