Relação entre queixas apresentadas por pacientes na urgência e o desfecho final

  • Helisamara Mota Guedes Universidade Federal de Minas Gerais; Escola de Enfermagem
  • Kesia Meiriele Souza Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
  • Patrícia de Oliveira Lima Hospital Nossa Senhora da Saúde
  • José Carlos Amado Martins Escola Superior de Enfermagem de Coimbra
  • Tânia Couto Machado Chianca Universidade Federal de Minas Gerais; Escola de Enfermagem

Resumo

Objetivo:relacionar queixas apresentadas pelos pacientes classificados pelo Sistema de Triagem de Manchester em um pronto-socorro com o desfecho final (alta/óbito/transferência).Métodos:estudo de coorte prospectivo, realizado com 509 pacientes que deram entrada no pronto-socorro e que nele permaneceram por mais de 24 horas após a admissão, sendo acompanhados até o desfecho final. Os dados foram digitados e analisados com estatística descritiva e analítica em um pacote estatístico.Resultados:entre os pacientes, 59,3% eram do sexo masculino, com idade média de 59,1 anos. As queixas principais eram de mal-estar no adulto (130-22,5%), dispneia em adulto (81-14,0%), dor abdominal em adulto (58-10,0%), alterações de comportamento (34-5,9%), sendo que, desses, 87% recebeu alta. Foram encontrados mais óbitos nos pacientes classificados nas cores mais graves, sendo 42,8% classificados como vermelho, 17,0% laranja e 8,9% como amarelo. Entre os pacientes classificados como verde, 9,6% evoluiu para óbito.Conclusão:nas diversas cores do Sistema de Triagem Manchester, o óbito prevaleceu nos pacientes que apresentaram a queixa de mal-estar no adulto, dispneia, sofreram trauma craniano, trauma maior, diarreia e vômito. Quanto maior a prioridade clínica maior a prevalência de óbito.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-08-01
Como Citar
Guedes, H., Souza, K., Lima, P., Martins, J., & Chianca, T. (2015). Relação entre queixas apresentadas por pacientes na urgência e o desfecho final . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(4), 587-594. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0227.2592
Seção
Artigos Originais