Adolescentes com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade e exposição à violência: opinião dos pais

Autores

  • Jaqueline Rodrigues Stefanini Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Zeyne Alves Pires Scherer Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto
  • Edson Arthur Scherer Universidade de São Paulo; Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto
  • Luciana Aparecida Cavalin Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo
  • Mariana Santos Guazzelli

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.0249.2653

Resumo

Objetivo: identificar a opinião de pais ou responsáveis por adolescentes com diagnóstico de transtorno de déficit de atenção com hiperatividade sobre a exposição desses como perpetradores ou vítimas de situações de violência, no convívio familiar ou fora desse. Método: estudo qualitativo com uso da história oral temática. Participaram 9 pais de 7 adolescentes com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. Os dados foram coletados de abril a setembro de 2013, utilizando-se entrevista temática. As entrevistas foram gravadas, realizadas em horários combinados nas residências dos participantes, com duração média de 30 minutos. Os achados foram submetidos à análise temática indutiva. Resultados: a análise dos dados permitiu identificar a ocorrência de "conflitos no convívio familiar" e "conflitos no contexto da escola e da comunidade". Os pais relataram o envolvimento dos filhos como vítimas, perpetradores e testemunhas de violências físicas e psicológicas, e a dificuldade deles e da escola em entender e manejar essas situações. Conclusão: ocorre violência nas relações interpessoais dos adolescentes com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. A comunicação entre profissionais da saúde, da escola e famílias é deficiente. O enfermeiro, mediante a sistematização da assistência de enfermagem, pode planejar estratégias que articulem as redes de apoio e as relações interpessoais dos adolescentes com o transtorno (família e escola).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Stefanini, J. R., Scherer, Z. A. P., Scherer, E. A., Cavalin, L. A., & Guazzelli, M. S. (2015). Adolescentes com transtorno de déficit de atenção com hiperatividade e exposição à violência: opinião dos pais . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(6), 1090-1096. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0249.2653

Edição

Seção

Artigos Originais