Desenvolvimento infantil: análise de um novo conceito

  • Juliana Martins de Souza Universidade Federal de Goiás; Departamento de Enfermagem
  • Maria de La Ó Ramallo Veríssimo Universidade de São Paulo; Escola de Enfermagem

Resumo

Objetivos: realizar análise de conceito do termo desenvolvimento infantil e submeter à análise por peritos. Método: análise de conceito segundo o modelo híbrido, em três fases: fase teórica, com revisão bibliográfica; fase de campo, de pesquisa qualitativa com profissionais que atendem crianças; e fase analítica, de articulação dos dados das etapas anteriores, baseada na teoria bioecológica do desenvolvimento, com produção de nova definição para o conceito. A nova definição foi validada por peritos em um grupo focal. Projeto aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa. Resultados: a revisão de 256 artigos, de 12 bases de dados e livros, e entrevistas com 10 profissionais, mostrou que: o conceito desenvolvimento infantil tem como antecedentes aspectos da gestação, fatores próprios da criança, fatores do contexto, destacando as relações e o cuidado à criança, e aspectos sociais; suas consequências podem ser positivas ou negativas, impactando na sociedade; seus atributos são comportamentos e habilidades da criança; suas definições contêm perspectivas maturacionais, contextuais ou ambas. A nova definição, produzida na análise e validada por nove peritos, expressa a magnitude do fenômeno e fatores não apresentados em outras definições. Conclusão: a análise de conceito gerou uma definição para as classificações de enfermagem na atenção integral à criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-12-01
Como Citar
Souza, J., & Veríssimo, M. (2015). Desenvolvimento infantil: análise de um novo conceito . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(6), 1097-1104. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0462.2654
Seção
Artigos Originais