Resposta da pessoa doente alcoólatra frente à sua doença: perspectivas de pacientes e familiares

Autores

  • Joaquín Salvador Lima-Rodríguez Universidad de Sevilla; Facultad de Enfermería, Fisioterapia y Podología; Departamento de Enfermería
  • María Dolores Guerra-Martín Universidad de Sevilla; Facultad de Enfermería, Fisioterapia y Podología; Departamento de Enfermería
  • Isabel Domínguez-Sánchez Universidad de Sevilla; Facultad de Enfermería, Fisioterapia y Podología; Departamento de Enfermería
  • Marta Lima-Serrano Universidad de Sevilla; Facultad de Enfermería, Fisioterapia y Podología; Departamento de Enfermería

DOI:

https://doi.org/10.1590/0104-1169.0516.2662

Resumo

Objetivos: conhecer as perspectivas de pessoas doentes alcoólatras e familiares sobre as características do comportamento da doença, identificando as dificuldades para modificar o comportamento aditivo e motivar a recuperação. Método: pesquisa etnográfica baseada na antropologia interpretativa, mediante observação participante e entrevista em profundidade com as pessoas doentes alcoólatras e seus familiares, membros dos Alcoólicos Anónimos e Al-anon, na Espanha. Resultados: o desenvolvimento do comportamento da doença no alcoolismo é complexo, dadas as dificuldades para interpretar o modelo de consumo como sinal de doença. Usualmente, as pessoas doentes permanecem por longos períodos de tempo na etapa de pré-contemplação, atrasando a demanda de assistência, a qual costuma chegar sem a aceitação da doença pela própria pessoa doente. Isso dificulta a recuperação e relaciona-se à consideração social do alcoolismo e à auto estigma em alcoólatras e familiares, levando-os a negar a doença, a condição de doente e a ajuda. O trabalho dos grupos de ajuda mútua e a implicação dos profissionais da saúde são fundamentais para sua recuperação. Conclusão: conhecer o desenvolvimento do comportamento da doença e o processo de mudança do comportamento aditivo pode ser útil para as pessoas doentes, familiares, e profissionais da saúde, permitindo-lhes atuar de forma específica em cada etapa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2015-12-01

Como Citar

Lima-Rodríguez, J. S., Guerra-Martín, M. D., Domínguez-Sánchez, I., & Lima-Serrano, M. (2015). Resposta da pessoa doente alcoólatra frente à sua doença: perspectivas de pacientes e familiares . Revista Latino-Americana De Enfermagem, 23(6), 1165-1172. https://doi.org/10.1590/0104-1169.0516.2662

Edição

Seção

Artigos Originais