Efeito dos aspectos trabalhistas na comunicação, inteligência emocional e empatia em enfermagem

Palavras-chave: Comunicação, Inteligência Emocional, Empatia, Enfermagem, Satisfação no Trabalho, Habilidades Emocionais

Resumo

Objetivo: determinar o impacto do tipo de contrato e do tempo de serviço prestado da equipe de enfermagem nas suas atitudes em relação à comunicação, inteligência emocional e empatia. Métodos: os instrumentos que avaliam as atitudes em relação à comunicação, empatia e inteligência emocional. A amostra do estudo consistiu de 450 enfermeiras de 7 hospitais. Para avaliar o efeito das variáveis estudadas, foram realizados ANOVA unilateral, correlações de Pearson e modelos de regressão linear hierárquica múltipla, de acordo com o tipo de contrato. Resultados: há diferenças estatisticamente significativas entre as variáveis estudadas de acordo com o tipo de contrato. Mais especificamente, a equipe de enfermagem com contrato permanente apresentou pontuações mais elevadas na dimensão cognitiva da escala atitudes em relação à comunicação. Do mesmo modo, as maiores correlações foram encontradas entre as dimensões da escala atitudes em relação à comunicação, em todos os grupos. Ao mesmo tempo, o tempo de serviço foi positivamente relacionado à inteligência emocional no contrato provisório, e negativamente com a empatia no contrato permanente. Por fim, observando os modelos de regressão, observou-se que a tomada de perspectiva é a principal preditora em cada dimensão da escala atitudes em relação à comunicação em todos os grupos, independentemente do tipo de contrato. Conclusão: comprovou-se que condições de trabalho positivas (segurança no trabalho, contrato permanente e tempo de serviço prestado) influenciam a capacidade de comunicação na relação paciente-enfermeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-18
Como Citar
Giménez-Espert, M. del C., Prado-Gascó, V., & Valero-Moreno, S. (2019). Efeito dos aspectos trabalhistas na comunicação, inteligência emocional e empatia em enfermagem. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 27, e3118. https://doi.org/10.1590/1518-8345.2933.3118
Seção
Artigos Originais