Ansiedade materna nos períodos pré e pós-natal: revisão da literatura

Autores

  • Luciana Leonetti Correia University of São Paulo; Ribeirão Preto Medical School
  • Maria Beatriz Martins Linhares University of São Paulo; Ribeirão Preto Medical School

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-11692007000400024

Palavras-chave:

ansiedade, nascimento prematuro, nascimento a termo

Resumo

Revisão sistemática da literatura que teve por objetivo analisar a produção científica entre 1998 e 2003 de estudos empíricos sobre a temática ansiedade materna, nas fases pré e pós-natal, focalizando tanto nascimentos pré-termo quanto a termo. Foram obtidos 19 artigos, dos quais seis avaliaram a ansiedade materna no período pré-natal, 12 estudos avaliaram a ansiedade em mães no período pós-natal e apenas um estudo avaliou a ansiedade materna em ambos os períodos. Os resultados mostraram que altos níveis de ansiedade materna na fase pré-natal foram associados a complicações obstétricas, prejuízos ao desenvolvimento fetal, problemas emocionais e de comportamento na infância e na adolescência. As mães apresentaram maiores níveis de ansiedade quando comparados aos níveis apresentados pelos pais. Foi verificada a co-ocorrência entre os níveis de ansiedade e depressão materna. A avaliação da ansiedade materna é relevante para identificação de riscos na saúde mental materna e no desenvolvimento da criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2007-08-01

Como Citar

Correia, L. L., & Linhares, M. B. M. (2007). Ansiedade materna nos períodos pré e pós-natal: revisão da literatura. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 15(4), 677-683. https://doi.org/10.1590/S0104-11692007000400024

Edição

Seção

Artigos de Revisão