Incidência e risco de quedas em pacientes tratados por neoplasias hematológicas na Unidade de Hematologia Intensiva

Palavras-chave: Descritores: Quedas, Neoplasias Hematológicas, Hospitalização, Risco, Cuidados, Câncer

Resumo

Objetivo: determinar a incidência e a taxa de risco de quedas em pacientes adultos tratados por neoplasias hematológicas na Unidade de Hematologia Intensiva de um hospital de referência. Método: corresponde a um estudo observacional retrospectivo. Foram avaliados 101 pacientes. A ocorrência de quedas foi obtida a partir do registro da unidade e as variáveis preditivas do modelo Hendrich II foram coletadas: sexo, presença de tontura ou vertigem, confusão mental, problemas de eliminação, depressão, uso de benzodiazepínicos, uso de anticonvulsivantes e o teste Get up and Go. Resultados: dois eventos de quedas foram relatados em 101 pacientes (incidência de 1,98% em um período de 1,5 ano). Usando o ponto de corte cinco do Modelo Hendrich II, identificou-se que 30 pacientes (29,7%) apresentaram risco de queda no primeiro dia de hospitalização, 41 (40,6%) ao meio e 38 (37,6%) no momento da alta hospitalar. Conclusões: pacientes tratados por neoplasias hematológicas apresentaram baixa incidência e alto risco de quedas durante a hospitalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-19
Como Citar
Lorca, L. A., Sacomori, C., Balagué-Ávila, V., Pino-Márquez, L., Quiroz-Vidal, F., & Ortega, L. (2019). Incidência e risco de quedas em pacientes tratados por neoplasias hematológicas na Unidade de Hematologia Intensiva. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 27, e3145. https://doi.org/10.1590/1518-8345.2953-3145
Seção
Artigos Originais