Indicadores antropométricos associados à pressão arterial elevada em crianças residentes em áreas urbana e rural

Palavras-chave: Saúde da Criança, Pressão Arterial, Índice de Massa Corporal, Circunferência da Cintura, Antropometria, Saúde Pública

Resumo

Objetivo: avaliar indicadores antropométricos e demográficos associados à pressão arterial elevada em crianças de 6 a 10 anos de idade de áreas urbana e rural de Minas Gerais. Método: estudo transversal realizado com 335 crianças. Foram coletados dados antropométricos, demográficos e de pressão arterial. As análises foram realizadas por meio dos testes Qui-quadrado, t student, Mann-Whitney e regressão logística, com cálculo do odds ratio como medida de associação. Resultados: a prevalência de pressão arterial elevada foi significativamente maior entre as crianças da área rural. Na área urbana, a chance de pressão arterial elevada foi maior nas crianças que possuíam o índice de massa corporal elevado (2,97 [1,13-7,67]) e, na área rural, naquelas que possuíam a circunferência da cintura aumentada (35,4 [3,0-406,2]) e faixa etária de 9-10 anos (4,29 [1,46-12,6]). Conclusão: o índice de massa corporal e a circunferência da cintura elevados foram importantes indicadores antropométricos para a pressão arterial elevada, assim como a idade em crianças residentes na área rural. A avaliação do índice de massa corporal e da circunferência da cintura, para além das avaliações nutricionais, representa importante ação para o rastreio de pressão arterial elevada em crianças de diferentes contextos territoriais.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-03-19
Como Citar
Andrade, G., Matoso, L., Miranda, J. W., Lima, T., Gazzinelli, A., & Vieira, E. W. (2019). Indicadores antropométricos associados à pressão arterial elevada em crianças residentes em áreas urbana e rural. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 27, e3150. https://doi.org/10.1590/1518-8345.2760-3150
Seção
Artigos Originais