Protocolos de cuidados frente a doenças decorrentes de bioterrorismo

Autores

  • Flávia Falci Ercole Universidade Federal de Minas Gerais
  • Roberta dos Santos Costa Prefeitura de Belo Horizonte; PAM Sagrada Família; Núcleo de Cirurgia Ambulatorial

DOI:

https://doi.org/10.1590/S0104-11692003000400015

Palavras-chave:

bioterrorismo, infecção^i1^sprevenção e contr, enfermagem

Resumo

Epidemias conseqüentes a ações de bioterrorismo e medidas de prevenção e controle dessas infecções têm preocupado não só os governantes, mas, também, profissionais de saúde em geral. Profissionais de saúde devem reconhecer precocemente essas doenças. Informações e atualizações sobre o tema fazem-se necessárias. Este artigo traz uma revisão de literatura realizada na base de dados MEDLINE e LILACS, livros e informações online (referentes ao período de 1993 a 2001) sobre os aspectos epidemiológicos das principais doenças decorrentes do bioterrorismo e as recomendações de cuidados para o controle de infecção e minimização dos riscos ocupacionais. Os profissionais da enfermagem, que prestam assistência direta a pacientes, devem estar preparados para atender casos isolados ou aqueles ocorridos em epidemias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2003-08-01

Como Citar

Ercole, F. F., & Costa, R. dos S. (2003). Protocolos de cuidados frente a doenças decorrentes de bioterrorismo. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 11(4), 516-524. https://doi.org/10.1590/S0104-11692003000400015

Edição

Seção

Artigos de Revisão