Fatores associados ao risco de violência contra mulheres idosas: um estudo transversal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1518-8345.4039.3394

Palavras-chave:

Enfermagem Forense, Exposição à Violência, Enfermagem Geriátrica, Mulheres, Saúde Pública, Idoso

Resumo

Objetivo: identificar os fatores associados ao risco de violência contra mulheres idosas. Método: trata-se de uma pesquisa quantitativa, analítica e transversal, realizada com 122 mulheres idosas na cidade de Recife, Estado de Pernambuco, Brasil. A coleta de dados foi realizada por meio de instrumentos validados e adaptados para o Brasil. A análise foi realizada por meio de estatística descritiva (frequência absoluta e relativa) e estatística inferencial (qui-quadrado de Pearson, teste de correlação de Spearman e regressão logística múltipla). Resultados: houve prevalência de risco de maus-tratos em mulheres idosas com menos de 70 anos, alfabetizadas, sem união estável, morando sozinhas, sem nenhuma atividade laboral e com renda superior a um salário mínimo. Existe uma associação significativa entre o risco de violência entre mulheres idosas com maior número de doenças crônicas (24; 77,4%) e menos ativas em atividades avançadas (42; 70,0%). A redução da qualidade de vida e do nível de satisfação com a vida e o aparecimento de sintomas depressivos aumentam o risco de violência. Conclusão: multimorbidade, baixa capacidade funcional, sintomas depressivos, baixa qualidade de vida e baixa satisfação com a vida, elevado número de condições crônicas, sintomas depressivos e dependência funcional para a realização de atividades diárias podem ser fatores condicionantes para o surgimento de maus-tratos contra idosos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Sousa, R. C. R. de ., Araújo, G. K. N. de, Souto, R. Q., Santos, R. C. dos, Santos, R. da C., & Almeida, L. R. de. (2021). Fatores associados ao risco de violência contra mulheres idosas: um estudo transversal. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 29, e3394. https://doi.org/10.1590/1518-8345.4039.3394

Edição

Seção

Artigos Originais