Contribuição de um módulo instrucional para avaliação de linfonodos: um experimento

Autores

  • Francine Lima Fulquini Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0003-2655-2009
  • Cristina Maria Zamarioli Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0002-4757-7611
  • Bárbara Gadioli Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0002-7161-5382
  • Luciana Kusumota Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0001-9290-3722
  • Fernanda Raphael Escobar Gimenes Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0002-5174-112X
  • Emília Campos de Carvalho Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0003-0738-0539

DOI:

https://doi.org/10.1590/1518-8345.4166.3408

Palavras-chave:

Ensino, Exame Físico, Sistema Linfático, Materiais de Ensino, Treinamento por Simulação, Enfermagem

Resumo

Objetivo: avaliar a contribuição de um módulo instrucional para a identificação do número e das características de linfonodos por estudantes de graduação em enfermagem. Método: estudo experimental, aleatorizado, controlado e mascarado utilizando para intervenção um módulo instrucional. Os 68 estudantes que compuseram o grupo controle ou o grupo experimento realizaram nas fases inicial e final a palpação dos linfonodos em protótipo, seguindo-se o registro livre das características e número dessas estruturas. Ao grupo experimento foi aplicado, entre as fases, o módulo instrucional (protótipo de palpação e um instrumento-guia de registro). Para análise empregou-se estatística descritiva e regressão linear mista. Resultados: o grupo experimento apresentou maior acerto (p<0,05) na avaliação do tamanho, consistência, mobilidade e coalescência dos linfonodos na fase final quando comparado ao controle; ainda, apresentou mais chances de avaliar corretamente a consistência (OR 45,26; IC 95% 7,74 - 264,54; p<0,0001), mobilidade (OR 55,95; IC 95% 12,45 - 251,60; p<0,0001) e tamanho (OR 25,64; IC 95% 3,92 - 160,62; p=0,0002) dos linfonodos. Conclusão: os resultados reforçam a contribuição do módulo instrucional para o aumento do conhecimento de estudantes de enfermagem sobre a avaliação de linfonodos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Fulquini, F. L., Zamarioli, C. M., Gadioli, B., Kusumota, L., Gimenes, F. R. E. ., & Carvalho, E. C. de. (2021). Contribuição de um módulo instrucional para avaliação de linfonodos: um experimento. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 29, e3408. https://doi.org/10.1590/1518-8345.4166.3408

Edição

Seção

Artigos Originais