Manejo da parada cardiorrespiratória em vídeo educativo: contribuições para o ensino na enfermagem pediátrica

Autores

  • Gabriel Zanin Sanguino Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0002-3273-5496
  • Maria Cândida de Carvalho Furtado Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0001-7942-4110
  • Simone de Godoy Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0003-0020-7645
  • Jéssica Batistela Vicente Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0002-7134-9213
  • Jacqueline Rodrigues da Silva Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem. http://orcid.org/0000-0001-8886-2980

DOI:

https://doi.org/10.1590/1518-8345.3680.3410

Palavras-chave:

Filmes e Vídeos Educativos, Tecnologia Educacional, Educação em Enfermagem, Parada Cardíaca, Insuficiência Respiratória, Pediatria

Resumo

Objetivo: construir e validar um vídeo educativo sobre o manejo da parada cardiorrespiratória pediátrica por insuficiência respiratória. Método: estudo metodológico desenvolvido em três etapas: elaboração e validação de um caso clínico; produção; e validação de vídeo educativo. Para construção do vídeo educativo foi utilizado o referencial metodológico de Fleming, Reynolds e Wallace. Resultados: o caso clínico foi validado por 10 juízes expertises e enfermeiros de diferentes regiões do Brasil, por meio de formulário on-line, com uma rodada de avaliação e cálculo do Índice de Validação de Conteúdo. O vídeo educativo foi validado por três juízes expertises e 25 acadêmicos de Enfermagem em uma rodada de avaliação e contém seis cenas e duração de nove minutos e cinquenta e seis segundos. Tanto o caso clínico quanto o vídeo educativo obteve-se para a maior parte dos itens, 80% ou mais de concordância. Conclusão: vídeo educativo mostrou-se válido quanto à aparência e ao conteúdo. Essa tecnologia educacional tem potencial para atender às demandas de alunos, nativos digitais, tanto quanto ao ensino do manejo da parada cardiorrespiratória pediátrica ocasionada por insuficiência respiratória.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-04-29

Como Citar

Sanguino, G. Z., Furtado, M. C. de C., Godoy, S. de ., Vicente, J. B., & Silva, J. R. da. (2021). Manejo da parada cardiorrespiratória em vídeo educativo: contribuições para o ensino na enfermagem pediátrica. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 29, e3410. https://doi.org/10.1590/1518-8345.3680.3410

Edição

Seção

Artigos Originais