Elaboração e validação de algoritmo para tratamento de infiltração e extravasamento intravenosos periféricos em crianças

Autores

DOI:

https://doi.org/10.1590/1518-8345.4314.3435

Palavras-chave:

Cateterismo Periférico, Criança Hospitalizada, Enfermagem Pediátrica, Extravasamento de Materiais Terapêuticos e Diagnósticos, Infusões Intravenosas, Efeitos Adversos

Resumo

Objetivo: elaborar e validar o conteúdo e a aparência de um algoritmo para tratamento de infiltração e extravasamento de medicamentos não quimioterápicos e soluções administradas em crianças. Método: estudo metodológico do tipo elaboração e validação de tecnologia. Para elaboração do algoritmo, realizou-se revisão bibliográfica para elencar as evidências científicas sobre o tratamento de infiltração e extravasamento. A validação do conteúdo e aparência ocorreu com 14 especialistas em enfermagem pediátrica, a partir da técnica Delphi, adotando-se como Índice de Validação de Conteúdo desejável os valores iguais ou superiores a 0,80. Resultados: o algoritmo foi validado na terceira avaliação pelos juízes, atingindo Índice de Validação de Conteúdo Global de 0,99, sendo composto por percepção da ocorrência da complicação; descontinuação da infusão da terapia intravenosa; verificação dos sinais e sintomas; mensuração do edema; aplicação de escala de avaliação de infiltração e extravasamento e condutas a serem utilizadas mediante a característica do fluido administrado e tipo de complicação. Conclusão: o algoritmo foi validado e pode ser usado de maneira prática e objetiva pelos profissionais de saúde, com o intuito de promover a segurança no cuidado da criança hospitalizada, no que tange à redução de danos provocados pela infiltração e extravasamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-06-28

Como Citar

Santos, L. M. dos, Nunes, K. de J., Silva, C. S. G. e, Kusahara, D. M., Rodrigues, E. da C. ., & Avelar, A. F. M. (2021). Elaboração e validação de algoritmo para tratamento de infiltração e extravasamento intravenosos periféricos em crianças. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 29, e3435. https://doi.org/10.1590/1518-8345.4314.3435

Edição

Seção

Artigos Originais