Construção e validação de matriz para avaliação normativa do sistema integrado de saúde das fronteiras

Autores

  • Luciana Aparecida Fabriz Universidade Estadual do Oeste do Paraná, Campus Foz do Iguaçu, Foz do Iguaçu, PR, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7633-0127
  • Valéria Conceição de Oliveira Universidade São João Del Rei, Campus Divinópolis, Divinópolis, MG, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7633-0127
  • Fabiana Costa Machado Zacharias Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-1150-6114
  • Silvia Helena Valente Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-3593-9590
  • Denise Ferro Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil. http://orcid.org/0000-0002-7025-9080
  • Ione Carvalho Pinto Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto, Centro Colaborador da OPAS/OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem, Ribeirão Preto, SP, Brasil. https://orcid.org/0000-0001-7541-5591

DOI:

https://doi.org/10.1590/1518-8345.4141.3433

Palavras-chave:

Estudos de Validação, Avaliação de Programas e Projetos de Saúde, Políticas Públicas de Saúde, Sistemas de Saúde, Áreas de Fronteira, Saúde na Fronteira

Resumo

Objetivo: construir e validar uma matriz para avaliação normativa do Sistema Integrado de Saúde das Fronteiras. Método: estudo metodológico, composto pela construção de uma matriz avaliativa elaborado em três etapas: elaboração do modelo lógico, contendo a tríade estrutura, processo e resultado; definição de questões avaliativas e validação aparente e de conteúdo da matriz. A validação aparente e de conteúdo foi realizada simultaneamente por sete juízes. Para a coleta de dados utilizou-se questionário on-line e a técnica Delphi, e para análise, o Índice de Validade de Conteúdo e Razão de Validade de Conteúdo. Resultados: a matriz de avaliação contendo 24 questões foi submetida a duas avaliações para a sua validação aparente e de conteúdo. Na primeira, o Índice de Validade de Conteúdo médio geral foi de 99,40% e a Razão de Validade de Conteúdo de 0,90. Na segunda, o Índice de Validade de Conteúdo foi de 100% e a Razão de Validade de Conteúdo de 1.0, não houve novas proposições e a matriz foi constituída de 24 questões. A matriz foi considerada inteligível quanto à validação de aparência. Conclusão: a matriz avaliativa do Sistema Integrado de Saúde das Fronteiras encontra-se validada quanto à aparência e conteúdo para análise do desempenho de ações e políticas públicas em regiões de fronteira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2021-06-21

Como Citar

Fabriz, L. A., Oliveira, V. C. de, Zacharias, F. C. M., Valente, S. H., Ferro, D., & Pinto, I. C. (2021). Construção e validação de matriz para avaliação normativa do sistema integrado de saúde das fronteiras. Revista Latino-Americana De Enfermagem, 29, e3433. https://doi.org/10.1590/1518-8345.4141.3433

Edição

Seção

Artigos Originais